Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Tricolores mantm foco no ttulo

09 de Junho, 2018

Tcnico principal dos petroleiros confirmou os objectivos traados pela direco

Fotografia: DOMBELE BERNARDO | EDIES NOVEMBRO

O plantel principal de futebol do Petro de Luanda, encara o primeiro jogo referente à segunda volta do Girabola ZAP, com responsabilidades acrescidas, tendo em conta o objectivo traçado, que passa no resgate do título que foge das suas galerias há mais de 8 anos. Hoje, a equipa vai a Menongue defrontar o Cuando Cubango F.C
Durante a conferência de imprensa realizada na passada terça-feira, no Lubango, com vista a balancear a prestação da equipa do Catetão na primeira volta do Girabola, o técnico principal dos petroleiros, Beto Bianchi, confirmou que os objectivos traçados pela direcção do clube passam, neste segundo turno da prova, por lutar para a conquista do título e o trabalho, que vem sendo feito há dois anos atrás, não mudou praticamente nada.
Beto Bianchi aludiu que, os números produzidos pela equipa na primeira volta, são muito semelhantes ao primeiro e segundo ano que está no Petro de Luanda. \"É pouca diferença, inclusive arriscaria dizer que esse ano, a nível de golos a favor e contra estamos melhor que os dois outros anos passados. Ou seja, estamos a manter, nesses três anos, um nível aceitável, que nos permite ser bastante competitivos\", disse.
Em função disso, salientou, há segurança de a equipa, até ao final, lutar pelo título. “O nosso objectivo é esse, lutar para a conquista do título. No fundo, o trabalho que a gente vem fazendo há dois anos atrás. Não mudamos praticamente nada\", esclareceu.
Beto Bianchi referiu que, a cada ano que passa, saem jogadores e entram outros, mas o objectivo é que, jogo após jogo, a equipa tente ser mais competitiva, sobretudo neste Girabola, que está, para si, muito complicado.
O técnico dos tricolores, indicou que o futebol não é matemático e não se podem idealizar números. Acrescentou que pode-se ter uma metodológica de trabalho e um estilo que o treinador dá a equipa, mas, no dia-a-dia, tem de haver treino forte, com disciplina e muita intensidade.
“Os números são consequências do trabalho. Logicamente, se olharmos para a estatística, os números são relativamente importantes, com eles chegamos a vice -campeões nos últimos dois anos. Se mantermos estes números, posso dizer que, até ao final do campeonato, temos condições de disputar o título\", garantiu.
GAUDÊNCIO HAMELAY, no Lubango