Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Tudo ou nada

Betumeleano Ferro - 09 de Março, 2019

Vice-campeo nacional defronta s 14h00 o Nasr Hussein Dey para a quinta jornada

Fotografia: M.Machangongo | Edies Novembro

Amanhã vai ser o momento decisivo, para provar que na hora da verdade ninguém segura o Petro. O jogo com o Nasr Hussein Dey começa às 14h00, no estádio 11 de Novembro, mas mesmo que iniciasse mais cedo ou mais tarde a obrigação dos tricolores seria a mesma, derrotar o seu oponente para reacender a esperança de qualificação aos quartos-de-final da Taça da Confederação.
O Petro de Luanda, por culpa própria, deixou escapar nos jogos diante do Zamalek do Egipto (1ª e 2ª volta) a chance de estar em posição privilegiada para chegar com antecedência aos \"quartos\", pois se não tivesse deixado escapar entre os dedos os pontos nos embates contra os egípcios, a esta hora os tricolores estariam prestes a fazer a festa antecipada.
Os pontos perdidos nunca mais vão voltar, foram-se embora para sempre, contudo, os tricolores podem voltar à forma inicial se forem eficazes o suficiente para marcar, segurar a vantagem e somar os 3 pontos, que lhe vão dar a oportunidade de manter-se vivo e com enorme chance de ir ao derradeiro jogo de cabeça erguida, a olhar para a qualificação.
A pressão de vencer ao Nasr Hussein Dey é a mais forte que o Petro de Luanda já sofreu nessa edição da Taça da Confederação, agora não há liberdade de escolha para os tricolores, são forçados a fazer um novo começo, mas nem por isso têm de entrar em pânico porque só lhes estão a exigir preencher um único requisito, vencer.
Fica claro que não existe margem de erro para o Petro, os tricolores até podem jogar mal, ninguém vai reparar nisso se no final acontecer o mais importante, relançar a esperança.
O embate da primeira volta como que ajudou a dissipar todas as dúvidas, o Petro e o Nasr Hussein têm estilos diferentes, além da melhor gestão da posse de bola os argelinos têm melhor qualidade táctica, estes são trunfos importantes aos quais os tricolores têm de estar muito atentos, para impedir que o jogo caía na toada do adversário. É quase fácil prever como o Nasr Hussein Dey vai se esticar pela largura e cumprimento do 11 de Novembro para atingir a ambição de pontuar, de preferência com vitória.
Uma rápida olhada na classificação não deixa margens para dúvidas: os argelinos podem sair quase apurados do 11 de Novembro, realmente em caso de vitória vão fazer mais do que reforçar a liderança, chegar aos 10 pontos é muito mais do que caminho andado para os quartos-de-final. Isto significa que o Nasr Hussein também vai fazer pela vida, para conseguir entreabrir a porta da qualificação, até podem entrar meios apáticos, mas na primeira oportunidade não vão hesitar em fugir no marcador.
O Petro de Luanda está aflicto, é verdade, mas é nesta hora do aperto em que tem de provar de que material é feito os seus alicerces, as coisas até podem começar mal, como sucedeu contra o Zamalek, mas é necessário reacção, tentar devolver o troco, como é norma quando se quer inverter certa tendência.

CENTRAL TRICOLOR
Wilson em dúvida para amanhã

Com o avançado Vá apto para o jogo de amanhã, depois de ter cumprido um jogo de suspensão, o defesa central Wilson é  dúvida na equipa do Petro de Luanda, para o confronto diante dos argelinos do Nasr Hussein Dey, líder do grupo D da fase de grupos da Taça da Confederação, às 14h00,  no estádio 11 de Novembro, válido para quinta jornada da competição.
O jogador tricolor sofreu um entorse num dos joelhos, no jogo diante do Zamalek do Egipto, válido para a quarta jornada da Taça da Confederação, por isso ficou de fora na vitória (1-0) de quarta-feira última, no Cuito, sobre o Cuando Cubango FC, referente à 17ª ronda do Girabola Zap 2018/2019. O central participou do treino de ontem de manhã, no campo Osvaldo Saturnino de Oliveira "Jesus", no Complexo Demósthenes de Almeida "Catetão", tendo feito aquecimentos e exercícios físico para recuperar da dor que sofre, segundo disse ao Jornal dos Desportos, por telefone, uma fonte dos tricolores.
A fonte disse não ter certeza se a equipa técnica, comandada por Beto Bianchi, poderá ou não contar com o influente defesa no jogo de amanhã à tarde.
A equipa do Petro efectuou ontem de manhã no seu campo, no Catetão, à porta fechada, a última sessão de treino para o importante duelo com os argelinos. 
Depois da vitória por 1-0, quarta-feira última, diante do Cuando Cubango FC, para a 17ª jornada do Girabola Zap, os tricolores estão mais moralizados para responderem de forma positiva o apelo dos adeptos, que sonham com o apuramento para os quartos-de-final.  O representante angolano está proibido de perder pontos, ou seja, apenas a vitória interessa ao vice-campeão nacional.
O Nasr Hussein Dey da Argélia está em Luanda desde quinta-feira última, com uma delegação de 37 elementos, entre atletas, equipa técnica e dirigentes.  EDVALDO LEMOS