Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Velhas arrancam torneio por sries em Dezembro

Augusto Panzo - 24 de Novembro, 2017

Competio prev a participao de vinte equipas repartidas em quatro sries de igual nmero de formaes

Fotografia: kindala Manuel| Edies Novembro

A décima-quinta edição da Taça "Cidade de Luanda/2018" tem o seu arranque marcado para próximo dia 16 de Dezembro. Neste momento decorrem os últimos acertos de todos os aspectos técnicos e administrativos, conforme explanação feita ao Jornal dos Desportos por Manuel Afonso "Ratinho", coordenador da referida prova.
"Terminou a segunda edição do torneio 'Carrs/2017', mas temos já as baterias apontadas para a Taça 'Cidade de Luanda/2018'. Estamos a fazer os derradeiros ajustes técnicos e administrativos", disse o coordenador.
Manuel Afonso "Ratinho" acrescentou que a comissão está a trabalhar tudo ao pormenor, de maneira que o evento seja um sucesso. "Como queremos uma competição muito organizada, estamos a fazer tudo com a maior das calmas possíveis, de maneira que o torneio venha a ser um sucesso. Já efectuámos o sorteio e esboçámos o calendário de todos os jogos", disse.
O responsável admitiu que apenas "falta-nos fazer algum ajuste no que toca ao preenchimento da última série, porque até agora só tem três equipas, uma vez que a equipa do Prenda manifestou indisponibilidade para participar neste torneio".
A prova começa a 16 de Dezembro e estende-se até ao dia 27 de Janeiro de 2018, data em se prevê disputar o jogo da final. Deve-se registar uma breve pausa a meio da competição, devido aos compromissos com as festas do fim de ano. O torneio vai contar com vinte equipas, inseridas em quatro séries de quatro cada, das quais deverão avançar para as fases seguintes aquelas formações que obtiverem melhor classificação em cada etapa.
Na série A pontificam as equipas das velhas guardas da Ilha, Sporting, Casa Verde e La Graça, ao passo que no grupo seguintes estão as formações das velhas guardas do Atlético Clube Mabor, Camarões, Adriano Moreira e Curtume.
No terceiro grupo constam as equipas das velhas guardas dos Polivalentes, Zangado, Ngola Kiluanje e Marinha, enquanto a série D contará com as VG do Cariango, Kilamba Kiaxi, Hoji ya Henda e Cacuaco.
Finalmente, no último grupo estão enquadradas as formações das VG Dikotas da Samba, Rangel e Praia do Bispo, num grupo em que falta uma equipa, por desistência da VG do Prenda, mas que a comissão organizadora trabalha para colmatar essa lacuna.
A décima-quinta edição da Taça "Cidade de Luanda/2018" é uma organização conjunta entre a Velha Guarda da Ilha de Luanda (Veguilha) e a Associação dos Amigos e Naturais da Samba (ANA Samba).


PROGRAMAÇÃO
Equipas de peso com jogos renhidos em Luanda


A comissão organizadora caprichou na elaboração do calendário dos jogos, colocando frente a frente nalguns desafios, adversários de peso neste tipo de competição, tal como acontece na partida referente ao grupo A, em que a VG Casa Verde, considerada equipa revelação do torneio provincial da Taça "Carrs/2017" defronta a formação da VG La Graça.
Nos jogos do grupo A, referentes à primeira jornada, a VG da Ilha defronta a similar do Sporting, enquanto a VG Casa Verde terá pela frente o conjunto da VG La Graça, ao passo que, na série B a equipa do AC Mabor joga com a similar do Adriano Moreira e a VG Camarões defronta a VG Curtume.
Na terceira série o emparceiramento  compreende os duelos entre as VG Polivalente - VG Ngola Kiluanje e VG Zangado - VG Marinha, ao passo que no grupo D jogam VG Cariango - VG Hoji ya Henda e VG Kilamba Kiaxi - VG Cacuaco. 
No grupo E, onde falta uma equipa para a conclusão das séries, a VG do Rangel terá pela frente a similar da Praia do Bispo, enquanto a VG Dikotas da Samba observa folga forçada.


INVESTIMENTO
Ritondo de Malanje
projecta dois campos


A direcção do Ritondo Sport Club de Malanje está apostada na edificação de infra-estruturas desportivas no geral em 2018, com a maior particularidade a recair para a construção de dois campos de futebol.
A boa nova foi avançada à Angop pelo segundo vice-presidente do clube, Damião Tchimputa, que indicou a localidade de Quizanga Bango, nas proximidades da cidade de Malange, como sendo a zona ideal para a construção das referidas infra-estruturas.
Para além de dois campos de futebol, a direcção do Ritondo prevê erguer outras infra-estruturas sociais naquela localidade, com o fito de massificar o desporto na região.
Damião Tchimputa garantiu que as obras em referência serão erguidas num espaço de 12 hectares, cujo terreno foi cedido pela administração municipal de Malanje.
O segundo vice-presidente do clube malanjimo escusou-se de avançar os valores monetários a serem empregues na empreitada, mas explicou que a direcção do está a trabalhar para a consecução dos apoios financeiros necessários para o efeito.
Caso se concretize o projecto, será uma mais valia para as terras da Palanca Negra Gigante em termos de oferta de espaços para a prática de futebol recreativo, apesar dos clubes da região encontrarem-se muito distantes de regressar à alta competição.
A equipa do Ritondo Sport Clube de Malanje faz parte do grupo de clubes que já marcou presença no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, vulgo Girabola, quando teve a oportunidade de participar nessa competição em 2003.
A par dessa equipa, o Progresso da Katepa tem sido aquela que normalmente tem vindo a marcar presença constante nas provas oficiais da Federação Angolana de Futebol (FAF), participando nos Campeonatos Nacionais de Sub/17 e de Sub/20.