Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Adeptos do Arsenal pedem demisso de Arsene Wenger

19 de Março, 2017

Na prxima ronda o Arsenal tem confronto directo para as primeiras posies contra o Manchester City em Londres

Fotografia: AFP

A fase do Arsenal continua ruim. A equipa perdeu ontem por 3-1 para o West Brom, fora de casa, para a 29ª ronda do Campeonato Inglês, chegando a quatro derrotas nas últimas cinco partidas da competição. Os golos foram de Dawson, duas vezes, e Robson-Kanu. Alexis Sánchez diminuiu para os londrinos.

Com a derrota, os comandados de Arsene Wenger, cada vez mais pressionado pelos maus resultados, pararam nos 50 pontos, e podem ver a distância para a zona de classificação à Liga dos Campeões aumentar, além de poder cair para sexto, caso o Manchester United vença hoje. O West Brom chegou aos 43, mantendo o oitavo lugar e a boa campanha na competição.

Na próxima ronda, o Arsenal tem confronto directo para as primeiras posições contra o Manchester City, em Londres. O West Brom, por sua vez, actua fora de casa, em Old Trafford, diante do Manchester United.

A partida começou intensa e os golos não demoraram a sair. Aos 11, Cech fez bela defesa em chute de McClean. Porém, na cobrança de canto proveniente da intervenção do guarda-redes, o defesa Dawson subiu sozinho e abriu o placar para os donos da casa. A alegria da claque, porém, durou pouco. Aos 14, o chileno Alexis Sánchez recebeu na área, limpou a defesa e rematou firme, superando Foster e deixando tudo igual: 1-1.

Mantendo a posse de bola, os londrinos quase viraram aos 32, mas o arqueiro do West Brom apareceu bem em finalização de Ramsey. No minuto seguinte, veio a resposta. Fletcher arriscou e Cech salvou a equipa de Arsene Wenger. Logo na sequência, o guarda-redes do Arsenal sentiu problema na coxa e acabou substituído por Ospina.

Sem grandes oportunidades nos momentos finais da etapa inicial, o jogo foi ao intervalo com o placar empatado no estádio The Hawtorns. A equipa de Londres teve mais de 75% da posse de bola nos primeiros 45 minutos.

No segundo tempo, logo aos 10, os mandantes retomaram a vantagem. O galês Hal Robson-Kanu, que havia entrado aos 8, foi oportuno, aproveitou o ressalto de bola dividida e colocou no fundo da rede.

A partida, mais uma vez, tornou-se emocionante. Aos 19, após bola alçada na área, o atacante Welbeck acertou o travessão, ficando perto de empatar o confronto. Dois minutos depois, o autor do segundo golo do West Brom quase fez mais um, mas Ospina salvou.

Aos 28, a situação do Arsenal ficou ainda pior. Após cobrança de canto, mais uma vez Dawson subiu sozinho e cabeceou firme, fazendo 3-1 e encaminhando o triunfo dos donos da casa.

Após ficar dois golos atrás no placar, os visitantes jogaram a toalha e não conseguiram mais criar nos minutos finais da partida. Os mandantes, por sua vez, administraram a boa vantagem e, ao fim da partida, comemoraram a 12ª vitória no Inglês.
Wenger contestado

O treinador francês do Arsenal, Arsene Wenger, está a ser cada  vez mais contestado no clube da primeira liga inglesa de futebol, ontem  foi exibida uma faixa antes do jogo com o West Bromwich Albion.

A faixa foi colocada num avião que sobrevoou o Estádio do West Bromwich, anfitrião do jogo da 29.ª jornada, e podia ler-se: \"No contract Wenger out\" (Contrato não, Wenger rua).

Wenger é \'manager\' do Arsenal desde 1996, viu a posição ficar mais fragilizada depois do humilhante agregado de 10 -2 na eliminação diante dos alemães do Bayern de Munique, nos oitavos de final da Liga dos Campeões, bem como depois da equipa descer para quarto lugar na liga inglesa.

As reacções contra Wenger intensificaram-se, depois de circular notícias de que foi oferecido um novo contrato de dois anos ao técnico de 67 anos, mas este recusou-se a falar sobre o assunto antes do jogo que os \'gunners\' disputam frente ao West Bromwich


ITÁLIA
Convocada selecção
para as eliminatórias


O técnico Gian Piero Ventura anunciou a lista dos convocados da Itália, para as partidas com a Albânia, para as  Eliminatórias para a Copa do Mundo, e com a Holanda, para um duelo amistoso. Ao todo, foram eleitos 25 atletas. Mais uma vez, o atacante Mário Balotelli ficou fora da lista.

O atleta do Nice, de França, afirmou recentemente que sonha voltar à selecção nacional, mas ainda não foi desta vez. Para o ataque, Ventura preferiu o actual artilheiro do Campeonato Italiano, Andrea Belotti, do Torino, além de Ciro Immobile, Manolo Gabbiadini e o brasileiro naturalizado Eder.

O jovem guarda-redes Gianluigi Donnarumma, sensação do futebol europeu pelo alto nível apresentado ,apesar dos 17 anos de idade, foi convocado mais uma vez, e segue como principal candidato a sucessor do atual titular, o experiente Gianluigi Buffon.

As novidades da lista de Gian Piero, foram o goleiro Alex Meret, de 19 anos, do modesto Spal, líder da segunda divisão, o defesa Leonardo Spinazzola e o lateral Danilo D’Ambrosio. Os três foram convocados, pela primeira vez, para a selecção principal. Todos têm passagens pelas categorias de base da Azzurra.

A Itália ocupa a segunda colocação, no grupo G das Eliminatórias Europeias, com dez pontos, com o mesmo número da selecção líder, a Espanha. Apenas, o vencedor da chave vai directamente à Copa de 2018. O segundo colocado, ainda tem chance de ir ao Mundial, por repescagem.