Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Angolano de dezasseis anos brilha no Rennes de Frana

22 de Agosto, 2019

Mdio estreou-se pela equipa principal do Rennes em Abril num empate contra o Angers

Fotografia: DR

Eduardo Camavinga, médio-defensivo angolano de apenas 16 anos, é o mais recente fenómeno do campeonato francês. No domingo, o jogador do Rennes fez uma fantástica exibição diante do campeão PSG, coroada com uma assistência que ajudou ao triunfo da sua equipa (2-1).
A sua intensidade é destaque na imprensa francesa, bem como o facto de parecer estar em todo o lado nessa partida. A maneira como conseguia progredir com a bola também foi salientada pelos medias franceses.
Nascido em 2002, com apenas 16 anos (completa 17 em Novembro), o jogador angolano chegou à equipa principal dos franceses do Rennes no final da época passada pela mão de Julien Stéphan, treinador que levou o clube à conquista da Taça de França, vencendo o PSG na final. O médio angolano foi titular da equipa e revelou-se importante para a conquista dos três pontos, já que terminou o jogo com mais de 97% de acerto de passe. Foi considerado o melhor em campo.
Com o passe para golo, Camavinga tornou-se o jogador mais novo a assistir na liga francesa, pelo menos desde 2006/07, e mereceu nota 8 por parte do jornal "L’Équipe", conhecido pela renitência em atribuir classificações individuais altas.
No desafio de domingo, na segunda jornada da liga francesa, os actuais campeões em título voltaram a enfrentar o Rennes e voltaram a perder e, outra vez depois de estarem a ganhar. Cavani colocou a equipa de Thomas Tuchel em vantagem e Niang, com um grande golo, empatou ainda antes do intervalo. Logo no início da segunda parte, Del Castillo confirmou a reviravolta do Rennes e o PSG perdeu mesmo pela primeira vez esta época.
Com 1,82 metros, apesar de ainda ser adolescente, Camavinga assinou o primeiro contrato profissional com o Rennes apenas no passado mês de Dezembro e estreou-se na equipa principal em Abril, num empate contra o Angers, tornando-se o jogador mais novo de sempre a actuar pelo clube francês, tal como destaca o site "Angola 24 horas".
O médio angolano é desde já uma das grandes promessas do futebol europeu e, segundo o memo site, pode acabar por ser uma boa notícia para a selecção francesa, já que nasceu em Angola mas vive em França desde criança e a naturalização é não só possível como provável.