Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Benfica e Porto apostam nos \"oitavos\"

12 de Setembro, 2017

Barcelona e Juventus vão reeditar meia-final passada da Liga dos Campeões

Fotografia: AFP

A liga milionária da Europa está de volta a partir de hoje, e em consequência, as emoções do futebol ao mais alto nível na Europa e não só, uma verdadeira maratona que os madrilistas do Real Madrid partem em busca do terceiro título consecutivo, enquanto outros colossos posicionam-se para o assalto ao troféu, como os ingleses do City, do United e do Chelsea, os franceses do Paris Saint- Germain, os alemães do Bayern de Munique.

Entre os clubes lusos, Benfica e FC Porto partem para edição 2017/18 da Liga dos Campeões em futebol, com o objectivo de alcançarem os oitavos de final, fase que parece \"vedada\" ao Sporting, de ‘olhos’ na Liga Europa. Os ‘encarnados’ têm pela frente um ‘tubarão’, o Manchester United, de José Mourinho, mas podem ficar à frente do Basileia e do CSKA Moscovo, enquanto o FC Porto está num grupo imprevisível, com o Mónaco de Leonardo Jardim, Leipzig e Besiktas.

Por seu lado, do Pote 4, o Sporting sabia que dificilmente ia ter um grupo que permitisse sonhar e não teve, dadas as presenças de FC Barcelona e Juventus, o Olympiacos também não se afigura como adversário fácil. A cumprir uma oitava presença consecutiva, novo recorde português de um total de 13, o Benfica parte para manter o pleno de apuramento na ‘era’ Rui Vitória, depois de chegar aos ‘quartos’ em 2015/16, e aos ‘oitavos’ em 2016/17.

Com Seferovic, Gabriel Barbosa, Douglas e Svilar como novidades, os ‘encarnados’ surgem órfãos de Ederson, Nélson Semedo, Lindelöf e Mitroglou, quatro jogadores que foram determinantes na temporada transacta. O regressado Manchester United, depois de uma incursão na Liga Europa para vencer a prova, é o grande candidato ao primeiro lugar, mas era claramente em 2011/12, num agrupamento igualmente com o Basileia, e caiu.

E, ao lado dos ‘encarnados’, também ‘tombou’ em 2005/06. Independentemente do passado, os ingleses são favoritos no Grupo A, com os ‘encarnados’ a lutarem pelo segundo posto com Basileia e com o CSKA Moscovo, duas equipas que não têm as mesmas credenciais, mas são ‘perigosas’.

Quanto ao FC Porto, não tem a ‘coqueluche’ André Silva, mas viu regressar Ricardo Pereira, Aboubakar ou Marega, jogadores com os quais o treinador Sérgio Conceição conta certamente para conseguir uma boa estreia na \"Champions\". Na fase de grupos, pela 22.ª vez, e sétima consecutiva, os ‘dragões’ tiveram a felicidade de não encontrar uma cabeça de série inacessível (Mónaco), mas ficaram com um dos indesejáveis do Pote 4 (Leipzig) e um ‘incómodo’ Besiktas, que traz Pepe e Ricardo Quaresma de regresso ao Dragão.

Depois da magnífica época efectuada em 2016/17, em que se sagrou campeão francês e chegou às meias-finais da Liga dos Campeões, o Mónaco perdeu Mbappé, Bernardo Silva ou Mendy, mas continua forte com os ex -portistas Falcao e Moutinho. Os monegascos são os principais candidatos ao primeiro posto, mas nenhuma classificação - uma ou a mesma de ‘pernas para o ar’ - vai ser uma grande surpresa, face ao poderio dos vice -campeões alemães e dos bicampeões turcos.

Quanto ao Sporting, aparece com uma equipa muito reforçada, face às entradas de Fábio Coentrão, Mathieu, Acuña, Bruno Fernandes, Doumbia, Piccini ou Battaglia, em contraponto com uma saída importante, a  do ‘capitão’ Adrien. Ainda assim, a maior capacidade parece insuficiente para ‘assustar’ o FC Barcelona, de Lionel Messi, ou a Juventus, de Paolo Dybala, duas formações que estão entre as fortes candidatas a chegar à final de Kiev, mesmo com a  perda de Neymar,  Bonucci e Dani Alves.

Os ‘leões’ vão ter pela frente quatro jogos, de enorme dificuldade, em princípio ficam ‘limitados’ a lutar pelo terceiro posto, algo que não se afigura fácil, face aos crónicos campeões gregos do Olympiacos. Na história da prova, o FC Porto ultrapassou por 13 vezes a fase de grupos, em 21 tentativas, o Benfica seguiu em cinco ocasiões para a fase a eliminar em 12, e o Sporting só atingiu uma vez os ‘oitavos’ em sete, para levar 1-12 do Bayern Munique.

A fase de grupos realiza-se de 12 de Setembro a 06 de Dezembro, com as 32 equipas divididas em oito grupos de quatro. Os dois primeiros de casa agrupamento seguem para os oitavos de final marcados para 13, 14, 20 e 21 de Fevereiro de 2018 (primeira mão) e 06, 07, 13 e 14 de Março (segunda). Os quartos de final jogam-se a 03, 04, 10 e 11 de Abril, as meias-finais a 24 e 25 de Abril, e 01 e 02 de Maio, e a final no Estádio Olímpico de Kiev, na Ucrânia, a 26 de Maio.

ITÁLIA
Bastos na goleada
da Lázio sobre o Milan

O angolano Bastos foi um dos suplentes utilizados pela Lázio, na goleada de domingo desta equipa sobre o AC Milan, por 4-1, entrou aos 15 minutos para o lugar de Wallace,  jogo a contar para a oitava jornada da \"cálcio\". Depois de seis vitórias seguidas na temporada, o Milan sofreu no sábado a primeira derrota da temporada, e não vai ser um desaire fácil de digerir. A equipa de Milão foi derrotada no terreno da Lázio, por  expressivos 4-1, jogo que o internacional português André Silva não saiu do banco de suplentes.

Cedo se percebeu que não era a tarde do Milan, mas que ia ser a tarde de Ciro Immobile. O avançado italiano fez três golos, dois na primeira parte. Aos 38 minutos marcou de grande penalidade, e aos 42 minutos fez um grande golo à entrada da área. O início da segunda parte foi desastroso para o Milan. Quando se esperava por uma reacção da equipa de Montella, os golos apareceram para a Lázio.

Aos 48m Immobile fez o seu terceiro golo, e aos 50m Luis Alberto aproveitou uma boa jogada de Immobile para fazer o 4-0. O melhor que o Milan fez, foi reduzir por Montolivo. Uma tarde para o Milan esquecer, antes de estrear-se na Fase de Grupos da Liga Europa frente ao Áustria de Viena. O Milan está actualmente na 6ª posição da Série  A, com seis pontos.