Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

CAF volta a nomear rbitras para prova masculina

Augusto Panzo - 04 de Novembro, 2019

Fotografia: DR

Pela segunda vez no historial do futebol africano, a Confederação Africana de Futebol aposta em árbitras, ao nomear mais um trio para dirigir uma das partidas do Campeonato Africano das Nações na categoria de Sub-23, que vai decorrer no Egipto de 8 a 22 deste mês, no Egipto.
O Comité de Árbitros da CAF escolheu um trio feminino que vai ser encabeçado pela ruandesa Salma Mukasanga, coadjuvada pela marroquina Fathia Jermouni e pela zambiana Diana Chikotesha, para integrar o grupo de 25 árbitros indicado para essa competição.
As nomeações baseiam-se no compromisso da CAF de incluir mais árbitras em suas competições, que começaram com a nomeação de três árbitras para a CAN de Sub-17 na Tanzânia, em Abril passado, a primeira na história das competições masculinas sob a égide da Confederação Africana de Futebol.
O trio feminino foi incluído na lista de 25 homens de apito, composta por 12 árbitros principais e 13 assistentes.
De acordo com o sorteio efectuado para o efeito, o anfitrião Egipto está colocado no Grupo A, com Mali, Camarões e Gana, enquanto a serie B é composta pela Nigéria, Costa do Marfim, África do Sul e Zâmbia.
Os estádios Internacional do Cairo e Al Salam, são os recintos indicados para albergar os jogos do torneio, ao passo que as três selecções que terminarem nas três primeiras posições se qualificam automaticamente para representar a África nos Jogos Olímpicos do próximo ano em Tóquio.
A lista completa indicada pela CAF integra como árbitros principais Lahlou Benbraham (Argélia), Houngnandande Djindo Louis (Benin), Adelaide Ali Mohamed (Comores), Mohamed Maarouf Eid Mansour (Egipto) e Rakotojaona Andofetra (Madagáscar).
São ainda árbitros principais Daouda Gueye (Senegal), Slim Belkouas (Tunísia), Boubou Traoré (Mali), Pièrre Ghislain Atcho (Gabão), Souleiman Ahmed Djama (Djibouti), George Gatogato (Burundi) e Salma Mukansanga (Ruanda).
Quanto aos assistentes, a lista contempla Dick Okello (Uganda) Sanou Habib Judicael Oumar (Burkina Faso), Jawo Abdul Aziz Bollel (Gâmbia), Ivanildo Meirelles de Oliveira Sanches (Angola), James Fredrick Emile (Seychelles), Samuel Pwadutakam (Nigéria), Hassani Khalil (Tunísia) e Abdoul Aziz Moctar Saley (Níger).
Firmino Bassafim (Guiné Bissau), Dos Reis Montenegro Miro (São Tomé e Príncipe), Wahid Youssef Elbosaty Youssef (Egipto), Chikotesha Diana (Zâmbia) e Jermoumi Fathia (Marrocos) complementam a lista dos assistentes.