Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Chelsea anuncia saída de John Terry

19 de Abril, 2017

Central deixa o clube londrino no fim da presente época

Fotografia: AFP

O Chelsea anunciou na segunda-feira, que chegou a um comum acordo com o central John Terry, que deixa o clube ao final desta época, do futebol europeu. Num comunicado publicado no seu site oficial, a equipa londrina disse que todos em Stamford Bridge \"gostariam de expressar a enorme gratidão a John, e desejar-lhe toda a sorte no futuro\".

Terry é o jogador com mais títulos da história do Chelsea, clube que defende desde 1998. Foi nele que o defesa iniciou a carreira como profissional, e jogou praticamente toda a vida, até ao momento (foi emprestado em 2000 ao Nottingham Forest). Conquistou um total de 14 títulos, pelo Chelsea, com maior destaque para a Liga dos Campeões de 2011/12, e quatro taças do Campeonato Inglês. Também fez parte das equipas vencedoras da Liga Europa, cinco Taças da Inglaterra, e três Taças da Liga Inglesa.

\"Após 22 anos, há muito para dizer, e muitas pessoas para agradecer neste grande clube. Dos técnicos, companheiros de equipa e direcção,  aos adeptos que me apoiaram tanto durante anos, não tenho como agradecer o suficiente\", disse Terry no site do Chelsea. O central chegou mesmo a ter uma festa de despedida, cancelada em 2016, ano em que esteve mesmo com uma perna fora do clube, sempre quis continuar no Chelsea apesar das ofertas de clubes chineses.

O vínculo chegou a prolongar-se por mais uma temporada, mas chega mesmo agora ao fim. O capitão ‘blue’ chegou ao Chelsea aos 14 anos, até chegar ao estatuto de profissional, disputou um total de 713 jogos, o terceiro maior registo da história do clube, e um recorde como capitão por 578 vezes.

ITÁLIA
Presidente do Torino critica Joe Hart


Nos minutos finais, do confronto com o Crotone, equipa que está na zona de despromoção do Campeonato Italiano, o Torino sofreu o empate a 1-1, num lance que aconteceu de uma falha do guarda-redes Joe Hart ao deixar a baliza, no sábado. Foi a terceira vez que o guarda-redes falhou este ano, o que fez o presidente do clube, Urbano Cairo, criticá-lo.

\"Gosto muito do Hart, é um grande e um bravo jogador, mas mais uma vez sofremos um golo desse tipo. Já aconteceu contra a Atalanta [a 29 de Janeiro, no empate por 1-1] e contra  Inter [em 18 de Março, no empate por 2-2]. Parece-me que [jogadas como essa] representam má sorte para ele. O que acontece?\", disse Cairo.

\"Desde que se começou a falar do futuro dele, tenho visto que está um pouco em apuros. Vamos deixá-lo mais tranquilo\", acrescentou o presidente.
As declarações foram reproduzidas pelos principais jornais italianos, como \"La Stampa\" e \"Tuttosport\". Mas também repercutiram em Inglaterra, como no \"Independent\".

O jornal \"Tuttosport\", na edição de domingo, trouxe uma crítica mais directa ao guarda-redes:
\"O Belotti faz, o Hart desfaz\", referiu-se também na capa ao atacante que marcou o golo do Torino, e o artilheiro do Italiano com 25 golos, ao lado de Dzeko, da Roma.

Hart está emprestado ao Torino pelo Manchester City, que paga 70 por cento do salário do jogador. A única forma dele continuar onde está, é se o clube italiano o comprar. Os valores de uma possível transferência não chegaram a ser apresentados, mas os jornais dos dois países especulam que a equipa \"granata\" não tenha verba para o contratar.

Pep Guardiola, técnico do City, declarou há alguns dias que pretende conversar com Hart, no final da época. Foi o próprio treinador que descartou a presença do guarda-redes na equipa inglesa, há quase um ano, o que forçou a direcção a emprestá-lo.

Sempre que é questionado sobre o assunto, Hart desconversa. Diz que está preocupado em terminar bem a época. E, apesar de ser a terceira falha dele, no ano, o inglês costuma ser um dos destaques do Torino, que ocupa o nono lugar com 45 pontos. Entre os adeptos, consegue até dividir os gostos com Belotti.

Nascido em Shrewsbury, em Inglaterra, Hart começou a carreira na equipa da sua cidade, o Shrewsbury Town, um clube muito modesto e quase amador, actualmente está na terceira divisão inglesa. Em Fevereiro de 2003, com apenas 15 anos de idade e ainda a cursar o colegial, foi promovido às pressas à equipa principal, para compor o banco de suplentes. Permaneceu nesta função por mais de um ano, fez a estreia pela equipa apenas a 20 de Abril de 2004, um dia após fazer 17 anos, num jogo com o Gravesend & Northfleet.

ESTÁDIO DO SEVILHA
Comité confirma
encerramento

A confirmação veio por parte do clube andaluz. O Comité de Recursos da Federação Espanhola de Futebol chumbou o recurso apresentado pelo Sevilha, e vai mesmo avançar para o encerramento parcial do estádio Ramón Sanchéz Pizjuán, casa da equipa espanhola.

Segundo um comunicado publicado no site do clube, o organismo confirmou o encerramento dos sectores N11 e N12 da bancada da baliza norte. Em causa, podem estar cânticos ofensivos entoados pelo público, na partida dos oitavos de final da Taça do Rei, contra o Real Madrid.

O clube confirmou que vai recorrer da decisão, para o Tribunal Administrativo do Desporto, de forma a impedir a suspensão. Os dirigentes do Sevilha vão mesmo pedir a \"suspensão cautelar\" da sentença, para que o Sevilha possa jogar sem restrições, enquanto espera o resultado do recurso.

Este, não é o único caso, em que o Sevilha está envolvido e que pode levar ao encerramento parcial do seu estádio. O Comité de Recursos também tem de pronunciar-se sobre os cânticos ofensivos que foram entoados, no duelo do campeonato espanhol, também frente ao Real Madrid.