Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Chelsea inicia defesa do título com pesada

12 de Agosto, 2017

Burnley superiorizou-se na casa do actual detentor do título

Fotografia: AFP

O actual campeão estreou-se mal na "Premier League". Ontem, em pleno estádio Stamford Bridge, o Chelsea sofreu três golos no primeiro tempo e perdeu para o Burnley por 3-2.

A equipa de Antonio Conte perdeu Cahill, expulso, e jogou com um jogador a menos durante a maior parte do desafio. No fim do segundo tempo, Fabregas também foi para o balneário devido a acumulações de amarelos.

Os golos dos visitantes foram marcados por Vokes (duas vezes) e Ward. O estreante Morata e David Luiz diminuíram a vantagem para os "Blues".

Cahill recebeu o vermelho directo logo aos 13 minutos, por uma entrada forte a Defour. O técnico italiano foi obrigado a trocar Boga por Christensen para reforçar a defesa, já que David Luiz era a única referência experiente no sector.

O brasileiro, no entanto, decepcionou. Afobado e voluntarioso demais, David Luiz envolveu-se em discussões, não marcou a sua posição e subiu para o ataque mais do que deveria, deixando o Chelsea exposto aos ataques do Burnley.

Foi assim que o primeiro golo de Vokes aconteceu aos 23 minutos: nas costas de David Luiz. O avançado recebeu um cruzamento de Lowton, girou e chutou de primeira para inaugurar o placar. Courtois ainda se esticou e quase tocou na bola, mas não conseguiu evitar. Quinze minutos depois, aos 38, Ward invadiu a área com relativa facilidade, não foi incomodado por Kanté e desferiu o remate para aumentar a vantagem.

Em seguida, aos 42', Defour pôs a bola na área e Vokes voltou a completar às rede, dessa vez de cabeça. As esperanças do Chelsea voltaram no segundo tempo, em que Morata substituiu Batshuayi e recebeu uma bela assistência do brasileiro Willian para diminuir aos 23 minutos.

Vale lembrar que o espanhol trocou o Real Madrid pelos "Blues" com a proposta de se tornar o novo homem-golo de Conte. Na recta final do jogo, aos 43, David Luiz recebeu um belo passe do próprio Morata e marcou o segundo do Chelsea, mas a esperança dos azuis durou pouco, já que Fabregas recebeu o segundo cartão amarelo aos 35 do segundo tempo e também foi punido com o vermelho por acumulação.