Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Gary Neville critica "jogo sujo" do City

08 de Novembro, 2018

Tcnico espanhol reagiu s crticas de Gary Neville sobre faltas do Manchester City

Fotografia: DR

Um comentário do ex-jogador Gary Neville é uma das polémicas da semana no futebol inglés. O ídolo do Manchester United afirmou durante participação no canal \"Sky  Sports\" que há muito \"cinismo\" em relação ao jogo praticado pelo City, pois a equipa adopta o anti-jogo ao fazer faltas para evitar contra-ataques.
Pep Guardiola, técnico do Manchester City, respondeu às declarações no sábado. Na véspera da partida contra o Southampton, para a jornada seguinte do Campeonato Inglês, o treinador espanhol foi confrontado sobre a posição de Neville e mostrou incómodo.
\"Discordo completamente dele\", afirmou, antes de explicar a sua posição sobe o assunto.
\"Somos uma equipa que tenta jogar e, é claro, quando há um contra-ataque às vezes também há contacto, a acção é faltosa. As minhas equipas nunca estiveram focados em fazer algo errado contra o adversário. Não concordo em nada com esses comentários, de que nós procuramos esse tipo de situação\", bradou Guardiola.
Após a declaração de Guardiola, adeptos ingleses lembraram-se de uma entrevista de Domenec Torrent, amigo do treinador e ex-adjunto seu, sobre um dos princípios das suas equipas, que é a \"regra dos 5 segundos\". Segundo essa táctica, a ideia é pressionar para recuperar a posse de bola logo após a perder. Caso contrário, uma falta é aceitável para que a equipa se recomponha na defesa. É a \"falta táctica\".
Neville tentou esclarecer que não estava a depreciar a mentalidade do Manchester City e fez até elogios públicos ao brasileiro Fernandinho. Guardiola, porém, não reagiu bem às acusações de que instrui os seus jogadores a cometerem faltas:
\"Isso nunca aconteceu no Barcelona, nunca aconteceu no Bayern de Munique, não acontece no Manchester City e não acontecerá no futuro da minha carreira. Não estou a dizer que não fazemos faltas. Mas não há intenção deliberada.\"
Guardiola foi eleito como melhor técnico do mundo pela revista inglesa \"Four Four Two\" na semana passada.