Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Juventus lamenta punição de Conte

24 de Agosto, 2012

Antonio Conte foi suspenso por 10 meses devido a um escândalo de manipulação de resultados

Fotografia: AFP

O presidente da Juventus de Turim, Andrea Agnelli, disse que a justiça desportiva italiana realiza uma verdadeira “caça às bruxas”, após a punição do treinador Antonio Conte, que fica suspenso por 10 meses, por manipulação de resultados no campeonato italiano. Através de um comunicado, o principal responsável do clube italiano contestou a decisão do Tribunal de Justiça da Federação de Futebol Italiana (FIGC), em que ratifica a punição imposta pela Comissão Disciplinar a Antonio Conte, no dia 10 de Agosto, por factos relativos à época em que era treinador do Siena.

“A sentença do Tribunal de Justiça Federativo confirma as piores suspeitas sobre o assunto no qual esteve envolvido Antonio Conte, por factos supostamente ocorridos quando pertencia a outro clube”, afirmou o líder da Juventus. “Durante muitos meses, acompanhei esta situação, incrédulo e perplexo. A justiça desportiva está cada vez mais parecida com uma ‘caça às bruxas’. Esta foi a gota d’água”, acrescentou. Em seguida, Andrea Agnelli considerou que não existe lógica na punição a Antonio Conte, já que o FIGC o absolveu da condenação por omissão de denúncia numa das duas partidas que supostamente foram manipuladas para favorecer a fraude das apostas desportivas.

A punição do técnico da Juventus, em primeira instância, ocorreu por não ter informado às autoridades a manipulação de duas partidas do Siena, durante a temporada 2010/2011, contra o Novara e o AlbinoLeffe, quando era treinador da equipa na segunda divisão. Na quarta-feira, Antonio Conte foi absolvido da acusação sobre a partida contra o Novara, com base nas contradições mostradas pelas declarações de Filippo Carobbio, na época seu jogador, que denunciou o seu envolvimento no escândalo.

“Resumindo, após meses e meses em que escutámos o Filippo Carobbio contar como o seu treinador teria pedido aos jogadores para empatar uma partida durante a prelecção da mesma, hoje descobrimos a total inocência de Conte em relação a esse episódio, mas eles estão a prender-se à segunda acusação [sobre a partida contra o Albino Leffe] para aplicar a mesma punição do primeiro julgamento”, denunciou Andrea Agnelli.

O presidente da Juventus, clube que voltou a ganhar o campeonato nacional na última temporada sob orientação de Antonio Conte, expressou o seu pleno apoio pessoal ao treinador e aos seus adjuntos, Angelo Alessio, também acusado de envolvimento no caso, e que teve a pena reduzida de oito para seis meses de suspensão. Andrea Agnelli informou ainda que o clube deve apelar da punição à maior instância do desporto italiano, o Tribunal Nacional Arbitral do Desporto, do Comité Olímpico Nacional (CONI), e espera uma “solução para esta profunda injustiça”.


CLUBES DE MILÃO

Rivais trocam avançados


O AC Milan e o Inter de Milão aceitaram trocar os avançados Giampaolo Pazzini e Antonio Cassano, revelou a imprensa italiana. Para além disso, o AC Milan, que vai disputar a fase de grupos da “Champions League” (Liga dos Campeões), pagou sete milhões de euros pela contratação de Giampaolo Pazzini. Entretanto, o seu antigo companheiro de equipa na Sampdoria, Cassano, assinou por dois anos com os “nerazzurri”. Giampaolo Pazzini, de 28 anos, ingressou no Inter de Milão em Janeiro de 2011 e marcou 11 golos em 17 jogos da Serie A, durante a sua primeira época com a camisola dos “nerazzurri”.

No entanto, não conseguiu manter o momento de forma na temporada passada, em que marcou apenas cinco golos em 33 jogos do campeonato. No AC Milan vai reencontrar o seu antigo colega na Atalanta e na Fiorentina, Riccardo Montolivo, que este ano também reforçou os “rossoneri”. Enquanto Giampaolo Pazzini falhou a convocatória da Itália para o “campeonato europeu” deste ano, Cassano foi uma peça fundamental no clube finalista vencido da prova. O jogador, de 30 anos, também ajudou o clube a ganhar o título do campeonato nacional logo após ter sido contratado em Janeiro de 2011.


BREVES
Última oportunidade
para Adriano


Depois de uma longa “travessia no deserto” nos últimos dois anos, onde apenas disputou 16 jogos, o Flamengo contratou o atacante Adriano. Esta pode ser a última oportunidade para o atacante mostrar que ainda é útil, segundo a imprensa brasileira. Adriano parece não estar ainda acabado para o futebol e aos 30 anos, recuperado da grave lesão que lhe afectou o tendão de Aquiles do pé esquerdo, assinou um contrato de “produtividade” com o clube que o formou. “Espero ter a cabeça no sítio. Sei que não posso errar mais. Esta é a minha última oportunidade”, afirmou o avançado brasileiro. Os termos do contrato estão bem definidos. Adriano vai ganhar um salário de 20 mil euros por jogo disputado, com bónus por golo marcado, e o seu rendimento salarial vai aumentar se conquistar títulos ou regressar à selecção.

MUNDIAL DE 2018
Rússia não tem linhas de alta velocidade


O governo russo desistiu do projecto das linhas ferroviárias de alta velocidade, inicialmente incluído na candidatura vitoriosa à organização do “mundial” de futebol de 2018. Segundo a edição de ontem do diário russo “Vedomosti”, que cita várias fontes do Governo de Moscovo, o projecto de orçamento para 2013/2015 não inclui a construção de novas linhas ferroviárias, em virtude de restrições orçamentais. O projecto idealizado pelo presidente russo, Vladimir Putin, definia ligações entre Moscovo e todas as outras sedes do “mundial” de 2018 e previa o início das construções dentro de um ano.

A linha que ligaria Moscovo a São Petersburgo estava orçamentada em 28.000 milhões de euros, enquanto o projecto global, que previa 3.000 quilómetros em novas linhas ferroviárias, implicaria que o orçamento seria coberto, em 70 por cento, por fundos públicos. Fonte próxima do vice-primeiro-ministro, Igor Chouvalov, supervisor da organização do “mundial”, explicou ao “Vedomosti” que as linhas de alta velocidade “não são indispensáveis” para o projecto, bastando a construção de novas linhas convencionais e a modernização das já existentes.


Guardiola é cobiçado no Brasil

Josep Guardiola tem sido cada vez mais ligado à Selecção do Brasil, segundo a imprensa local.O último que falou sobre o assunto foi Tito Vilanova, treinador no Barcelona. “Ele tomou a decisão de descansar este ano. Está claro que, quando quiser treinar outra vez, vai ter muitas opções e suponho que treinar no Brasil seria um privilégio”, disse o técnico. Pep Guardiola saiu do Barcelona no fim da última temporada.


Álvaro Pereira mais perto do Inter
O lateral uruguaio Álvaro Pereira é dado como certo no Inter de Milão e pode sair do FC Porto por uma verba de 13 milhões de euros, segundo a imprensa portuguesa. Álvaro Pereira continua a treinar à parte do plantel de Vítor Pereira, fazendo apenas trabalho de ginásio para manter a forma. Segundo informações que chegam de Portugal, o internacional uruguaio está muito perto de se transferir para a Itália, onde vai jogar no Inter de Milão.

MUNDIAL’2014
Selecção do Paraguai
chama Oscar Cardozo


O avançado benfiquista Oscar Cardozo continua a merecer a confiança de Gerardo Pelusso, seleccionador do Paraguai, que esta quarta-feira colocou o dianteiro encarnado na lista de jogadores convocados para o duplo compromisso de qualificação para o Mundial'2014, diante de Argentina e Venezuela. Depois do golo marcado em Washington, no empate a três diante da Guatemala, Tacuara volta a entrar nas contas de Pelusso, que enfrenta o primeiro jogo oficial no comando da turma guarani. O Paraguai enfrenta a Argentina a 7 de Setembro, em Córdoba, jogando em Assunção diante da Venezuela, a 11 do mesmo mês.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Justo Villar (Estudiantes/Argentina) e Antony Silva (Deportes Tolima/Colômbia)
Defesas: Paulo da Silva (Pachuca/México), Darío Verón (Pumas/México), Antolín Alcaraz (Wigan/Inglaterra), Iván Piris (Roma/Itália) e Marcos Cáceres (Newell's Old Boys/Argentina)
Médios: Víctor Ayala (Lanús/Argentina), Fernando Giménez (Emelec/Equador), Víctor Cáceres (Flamengo/Brasil), Hernán Pérez (Villarreal/Espanha), Cristian Riveros (Kayserispor/Turquia), Marcelo Estigarribia (Sampdoria/Itália) e Osvaldo Martínez (Atlante/México)
Avançados: Roque Santa Cruz (Manchester City/Inglaterra), Nelson Haedo (Valencia/Espanha), Óscar Cardozo (Benfica/Portugal), Édgar Benítez (Toluca/México), Luis Caballero (Krylia Sovétov/Rússia) e Robin Ramírez (Deportes Tolima/Colômbia).


SÉRIE A NA ITÁLIA

Buffon falha arranque


O guardião italiano Gianluigi Buffon está a contas com problemas musculares, o que o vai obrigar a falhar a primeira jornada da Série A desta temporada, em que a Juventus recebe o Parma. O experiente guarda-redes, de 34 anos, lesionou-se no decorrer do treino da última terça-feira e os exames realizados confirmaram o pior cenário, com a Juve a anunciar a ausência de Buffon na ronda inaugural.