Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Luis Enrique aposta base merengue

13 de Setembro, 2018

Tcnico afirma que a camisola do clube do atleta pouco importa na Roja

Fotografia: AFP

O técnico do Barcelona, de 2014 a 2017, Luis Enrique, iniciou o trabalho na selecção espanhola,  com base em jogadores do Real Madrid. Seis atletas \"merengues\" iniciaram a goleada (6-0) sobre a Croácia, como titulares, situação que foi minimizada pelo treinador.
\"Não sabia ou  nem me importo. Eles pertencem à selecção espanhola e nada mais. Não são de uma equipa . A base é do Real Madrid e parece bem para mim. Ninguém do Barcelona? Eu só vejo uma camisola, que é a da selecção nacional\", disse.
Diante da Croácia, iniciaram o jogo os seguintes jogadores do Real Madrid: Carvajal, Nacho, Sergio Ramos, Ceballos, Asensio e Isco. Da equipa do Barcelona, apenas, o médio Sérgio Busquets foi titular.
O assunto ganhou destaques nos principais jornais desportivos do país, polarizados entre as cidades de Barcelona e Madrid. O jornal \"Marca\" lembrou que tal predomínio de jogadores \"merengues\" não acontecia há 16 anos, o que pode significar uma possível mudança de paradigma, num conjunto que já esteve entre os melhores do mundo e que teve uma participação modesta no Mundial-2018, com palco em cidades da Rússia.
Na terça-feira aconteceu a segunda vitória de Espanha, na Liga das Nações. Aplicou uma expressiva goleada de 6-0, sobre a Croácia, actual vice -campeã mundial, consolidou-se ainda mais como líder do Grupo 4 da competição.
Asensio foi o melhor em campo e participou directamente nos cinco golos. Marcou um, provocou o auto -golo de Kalinic e fez três assistências. O único, que não teve a sua assinatura, foi o primeiro, de Saúl.
A selecção espanhola lidera com seis pontos. Os ingleses são os adversários dos espanhóis e croatas, nos próximos jogos: a 12 de Outubro, a Croácia defronta os britânicos; na mesma semana, no dia 15, a Espanha volta a defrontar a Inglaterra.
Por outro lado, em partida do Grupo 2, a Bélgica derrotou a Islândia, por 3-0. Eden Hazard (de penálti) e Lukaku (duas vezes) marcaram os golos da selecção que ficou com o terceiro lugar no Mundial da Rússia.