Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Madagscar pode voltar a surpreender

11 de Julho, 2019

Fotografia: DR

Igualmente, na cidade de Suez, Tunísia e Madagáscar travam-se de razões, pelo passe de acesso às meias-finais do campeonato Africano das Nações. O jogo é aguardado com redobrada expectativa, pelos prosélitos de ambas as equipas, ávidos de ver os seus países a escrever uma nova página na História do futebol africano.
As equipas estão cientes de que a fase mais complexa do torneio ficou para trás, por ora, o que mais conta é uma excelente política de gestão da situação, que também não é fácil, pois, as equipas que se apresentam nesta fase, são, por regra, mais dotadas e detentoras de uma vasta maturidade competitiva. A Tunísia e o Madagáscar sabem-no de cor e salteado.
À luz do que vimos relativamente às equipas, em termos de prestação, desde a fase de grupos, bem podíamos olhar para o Madagáscar, apesar de estreante, como principal favorito, todavia, manda o bom senso observar algumas cautelas, a prova está a ser marcada por surpresas de vulto, algumas resultaram no afastamento de selecções, em que se depositava enorme confiança.
O Madagáscar empatou  um jogo, na primeira fase, venceu outros dois, teve uma prestação de longe superior à da Tunisia, que só continuou na prova por \"oferta\" . Ou seja, por repescagem, já que três pontos resultantes de três empates não a levaria a lado algum, nas modalidades anteriores. Convirá não falar em favoritismos, porque os malgaxes não têm nada a favorecer.
De resto, poucos previam que a selecção do Madagáscar vergasse a da  RDC. O que muito boa gente previa, era um desfecho contrário. Afinal, nesse jogo estava uma RDC, de muita estrada no futebol continental e um Madagáscar que acabava de chegar com mérito, mas de forma surpreendente. Daí, pensarmos que todos os prognósticos arriscam-se a falhar.