Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Moambique e Guin-Bissau empatam jogo em Maputo

10 de Setembro, 2018

Jogo entre seleces lusfonas termina com a repartio de pontos

Fotografia: Dr

Os seleccionadores de futebol de Moçambique e Guiné-Bissau consideraram o jogo como “muito repartido” no empate 2-2 entre as duas selecções, em Maputo, para a qualificação à Taça das Nações Africanas de 2019 (CAN2019).
\"O jogo demonstrado entre quatro linhas mostrou uma dinâmica muito equilibrada. O empate prevaleceu e as duas equipas estão de parabéns\", afirmou o seleccionador da Guiné-Bissau, Baciro Candé.
Moçambique e Guiné-Bissau empataram ( 2-2) em jogo da fase de grupos da qualificação para a CAN2019, no Estádio do Zimpeto, em Maputo.
Para Baciro Condé, a selecção da Guiné-Bissau \"aguentou a pressão\", apesar do \"modelo violento\" que Moçambique adoptou.
\"Houve sempre agressões dos jogadores de Moçambique, mas não levamos isso em causa. Sabemos que o futebol é guerra\", observou.
Por sua vez, o seleccionador de Moçambique, o português Abel Xavier, disse que o jogo foi \"muito disputado\", considerando que os seus jogadores mereciam a vitória, pela postura apresentada.
\"Às  vezes o futebol é cruel, mas temos de ser consistentes com o que o que estamos a fazer. Fica um sabor amargo da forma que sofremos o golo de empate, mas continuamos em primeiro\", concluiu Abel Xavier.Nas bancadas, o sentimento era de festa, com os adeptos a destacarem um \"encontro lusófono\" entre duas nações que têm muito em comum.
Com este resultado, Moçambique e Guiné-Bissau dividem o primeiro lugar do Grupo K, com quatro pontos, enquanto Zâmbia e Namíbia, que hoje empataram 1-1, somam um.

SEEDORF ESTREIA
COM EMPATE

Os Camarões tiveram de se contentar com um empate (1-1) com Comores, também no  sábado, em jogo a contar para as eliminatórias para a Taça das Nações Africana 2019, naquele que foi o de estreia como técnico dos \"Leões Indomáveis\" do holandês Clarence Seedorf.
A estreia do técnico holandês, que tem como adjunto outro lendário ex-jogador da Holanda, Patrick Kluivert, poderia ter sido ainda pior, já que a equipa começou a perder e só conseguiu empatar nos últimos 10 minutos de jogo.
Seedorf, 42 anos e ex-jogador de Real Madrid, AC Milan, Ajax e Botafogo, substituiu o belga Hugo Broos no comando da seleção de Camarões, atual campeã africana.
No estádio de Mitsamiouli, de relvado artificial, El Fardou Ben Mohamed, jogador do Estrela Vermelha, abriu o marcador para a seleção de Comores, um pequeno país formado por três ilhas no sudeste da África e que ocupa apenas o 102º lugar no ranking FIFA.
Camarões (47º do ranking), suou muito para impor a sua suposta superioridade técnica e garantiu o empate através de Stephane Bahoken, jogador do Angers, de França.
Embora tenha garantida presença na CAN2019 como país-sede do torneio, Camarões integra o Grupo B das eliminatórias com Marrocos, Malawi e Comores.

Mauritânia vence
Burkina Faso e lidera

A selecção da Mauritânia derrotou o Burkina Faso, por 2-0, em jogo referente à segunda jornada do grupo I, o mesmo dos Palancas Negras, de apuramento ao Campeonato Africano das Nações, a decorrer nos Camarões em 2019.
Os golos da equipa mauritaniana foram marcados por  Diakité e Kassa Kamara aos 37 e 40 minutos, vitória que coloca a Mauritânia, com seis pontos,  na liderança  do grupo,  relegando os burkinabes para a segunda posição.