Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Pode ser uma cobra venenosa escondida

10 de Junho, 2019

Fotografia: AFP

Ninguém estará em condições de precisar o que se pode esperar da Mauritânia no torneio do Egipto. Fazendo parte das selecc9es estreantes, esta seleccao tanto pode surpreender pela negativa ou pela positiva. Pelo menos na fase qualificativa mostrou que nao é nenhum zero à esquerda no que toca à matéria de futebol.Não é sem razão que acabou por ser das primeiras selecções a carimbar o passe, cumprindo o resto do torneio para mero cumprimento de calendário. Quem diria que um Burkina Faso, que já foi finalist a, seria relegado para plano secundário? Motivado com o sucesso obtido na qualificação, pode se apresentar na máxima força.
A História desta selecção conta-se em poucas linhas, por não se lhe reconhecer grandes feitos na praça futebolísrica african a. Sabe-se apenas que o seu primeiro  jogo oficial foi em Dezembro de 1961, contra a República Malgaxe, quando o país era ainda colónia da França, sendo que a primeira partida como país independente teve lugar em Abril de 1963, contra a RDC, em Dakar(Senegal),  tem que acabou derrotada por 6-0.Os seus resultados mais expressivos foram obtidos na Copa Amilcar Cabral, com um vice-campeonato em 1995 (quando sediou a competição) e dois quartos lugares, em 1980 e 1983. Mas pode ser uma escondida cobra venenosa...