Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Presidente do Schalke 04 afastado por declaraes racistas

10 de Agosto, 2019

Fotografia: AFP

O presidente do Schalke 04, Clemens Tönnies, foi afastado do clube na quarta-feira, após protagonizar um caso de racismo.Durante um evento realizado em Paderborn, na Alemanha, o dirigente deu uma declaração racista, ao se referir ao aumento de impostos para combater as alterações climáticas. O agora ex-presidente sugeriu, que o dinheiro seria melhor usado para financiar energia eléctrica em África, para que “os africanos parassem de cortar árvores e fazer bebés durante a noite”.

De acordo com nota oficial veiculada no site do Schalke 04, o próprio Clemens Tönnies pediu o afastamento do clube, após o caso polémico.“Alegações de violar a política do clube, quanto aos princípios não discriminatórios, foram confirmadas. Clemens violou este dever particularmente importante no seu papel de chefe do conselho. Ele reconheceu a falha e expressou o seu arrependimento”, diz a nota.

Já a ministra da justiça da Alemanha, Christine Lambrecht, também se pronunciou sobre o caso, solicitando à Federação de futebol da Alemanha, que "se ocupe" de Toennies. "O racismo deve ser sempre combatido de forma inequívoca e veemente", atirou Lambrecht, citada pelo grupo de media "Funke".O presidente do Schalke 04 reagiu, entretanto, à polémica através de um comunicado publicado no portal oficial do clube, onde admitiu ter proferido coisas "inapropriadas" e garantiu que defende os valores do clube, opostos a qualquer forma de "racismo, discriminação ou exclusão".