Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Primeira época convence dirigentes

18 de Maio, 2017

Manchester United de Mourinho ficou longe da luta pelo título da "Premier League

Fotografia: OLI SCARFF | AFP

O Manchester United ficou muito longe da luta pelo título da \"Premier League\", nesta primeira época de José Mourinho, mas os responsáveis do clube inglês ficaram convencidos com o trabalho do treinador português, e o balanço é positivo.

\"Estamos a terminar uma época convincente. É a nossa primeira época, com José Mourinho como treinador, e penso que fizemos um progresso tremendo, tanto dentro como fora do relvado\", disse Ed Woodward, director -executivo do Manchester United, na apresentação dos resultados financeiros do clube.

Woodward destaca os números batidos por Mourinho, os títulos conquistados e aquele que ainda pode ser conquistado, para justificar a sua satisfação.
\"Na Liga, estabelecemos um novo recorde de 25 jogos, consecutivos, sem perder. Vencemos a Supertaça e a Taça da Liga e estamos muito felizes, por estar na final da Liga Europa, onde vamos defrontar o Ajax. É o único grande troféu que nunca conquistamos\", detalha o dirigente.
O Manchester United joga a 24 de Maio a final da Liga Europa, em Estocolmo, na Suécia.

O Manchester United, cuja equipa de futebol é treinada por José Mourinho, elevou na terça-feira as suas previsões anuais de rentabilidade e volume de negócios, esperando um lucro recorde entre os 218 e os 230 milhões de euros.

Os resultados do clube inglês devem atingir um máximo positivo histórico, apesar da equipa não  lutar pelo título, e do aumento de 18 por cento nos custos com salários, muito por culpa das contratações de Pogba e Ibrahimovic.

O lucro operacional bruto (EBITDA), que estava previsto cifrar-se entre os 198 e os 210 milhões de euros, tem maior significado se for tido em conta que os ‘red devils’ não disputaram a Liga dos Campeões, ficando-se pela Liga Europa, na qual vão disputar a final.

Os responsáveis do clube também estimam que as receitas possam situar-se entre 652 milhões e 664 milhões de euros, no exercício entre 01 de Julho de 2016 e 30 de Junho de 2017, acima do intervalo 617- 629 milhões de euros, avançado em Fevereiro. O aumento do peso dos salários foi compensado por vários factores, entre eles um novo e mais rentável acordo da Liga inglesa com as televisões.