Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Ribry fica mais um ano

14 de Abril, 2018

A equipa alem garante ao francs a 12 poca no Bayern de Munique, clube pelo qual venceu sete taas do Campeonato Alemo, uma Liga dos Campees e vrios outros trofus.

Fotografia: AFP

Franck Ribéry pode continuar em Munique. De acordo com a revista alemã Kicker, o francês de 35 anos chegou a acordo com o Bayern, na quarta-feira,  e renovou o contrato por mais uma época. O novo acordo expira a 30 de Junho de 2019.
A permanência do avançado vai servir como passagem de bastão. A expectativa é que Ribéry dê cada vez mais espaços na equipa aos jovens Kingsley Coman (21 anos) e Serge Gnabry (22), as apostas do Bayern para o lado esquerdo do ataque.
Resolvida a negociação com Ribéry, o Bayern parte para um acordo com o holandês Arjen Robben, cujo vínculo termina dentro de dois meses. As duas renovações estão a ser tratadas quase como em conjunto nos últimos meses, pela importância da dupla na história recente da equipa bávara.
O futuro de Ribéry está a ser matéria de especulação há bastante tempo, visto que o contrato anterior acaba em Junho. A equipa alemã garante ao francês a 12ª época no Bayern de Munique, clube pelo qual venceu sete taças do Campeonato Alemão, uma Liga dos Campeões e vários outros troféus.

BENFICA-FC PORTO
Liderança e título em disputa 

O Benfica e o FC Porto discutem amanhã a liderança da I Liga, e provavelmente o título, no decisivo clássico da 30ª jornada que acontece às 18 horas,  no Estádio da Luz.
O Benfica vai iniciar o 238º encontro com o FC Porto com um ponto de vantagem sobre o adversário, que há um mês dispunha de uma confortável margem de cinco pontos sobre o tetracampeão.
Além da liderança, o encontro pode também ter reflexos na questão do segundo lugar, que pode dar acesso à próxima edição da Liga dos Campeões, pois o Sporting, terceiro classificado, mesmo a atravessar uma grave crise institucional, está a cinco pontos do FC Porto e a seis do Benfica.
O título da época 2017/18 tem um valor histórico para os dois clubes, que empataram 0-0 na primeira volta: o Benfica pode conquistar um inédito \"penta\", proeza  conseguida pelo FC Porto, entre 1995 e 1999, e os portuenses pretendem quebrar o \"jejum\" desde que Pinto da Costa assumiu a presidência.
A vitória deixa as \"águias\" perto de revalidar o título, porém, o triunfo visitante coloca os \"azuis e brancos\" na rota do primeiro campeonato desde 2013, enquanto o empate remete às melhores expectativas portistas para o dérbi entre Sporting - Benfica, na penúltima jornada.
À excepção do embate no Estádio José Alvalade, o calendário parece mais favorável aos lisboetas, que visitam o lanterna vermelha Estoril Praia e recebem Tondela (12.º) e Moreirense (13.º), enquanto o FC Porto joga em casa com o Vitória de Setúbal (14.º) e o Feirense (17.º) e fora com o Marítimo (sexto) e o Vitória de Guimarães (nono).
A eliminação prematura em todas as outras competições (Liga dos Campeões, Taça de Portugal e Taça da Liga) teve a vantagem de permitir ao Benfica concentrar-se exclusivamente na Liga e ajuda a explicar o facto dos \"encarnados\" somarem na segunda volta 11 vitórias e  um empate, com o Belenenses.
O FC Porto começou nas últimas rondas a acusar o esforço de atingido as meias-finais da Taça de Portugal e Taça da Liga e os \"oitavos\" da Liga dos Campeões: nos últimos quatro jogos, os \"dragões\" perderam dois e venceram os outros, desbarataram uma vantagem de cinco pontos ao comando do campeonato.
Depois dos desaires nos estádios do Paços de Ferreira (1-0) e do Belenenses (2-0), a equipa portuense corre o risco de sofrer a terceira derrota consecutiva fora de casa, algo que não acontece há 16 anos, época em que terminou em terceiro lugar, atrás do Sporting e do Boavista.
Para um encontro que justifica, como poucos, o epíteto de \"jogo do título\", o Estádio da Luz vai ter lotação esgotada, na esmagadora maioria são adeptos benfiquistas, na esperança de assistirem à primeira vitória caseira sobre o rival, em quatro anos.

ITÁLIA
Capello anuncia fim da carreira


O treinador Fabio Capello  anunciou o final da carreira, aos 71 anos. O técnico passou pelo Real Madrid, Roma, Juventus e AC Milan, onde venceu quatro campeonatos e uma Liga dos Campeões.
\"Queria treinar um clube, uma vez mais, e o Jiangsu foi o último clube da minha carreira. Fiz tudo o que queria fazer. Estou satisfeito com o que alcancei e agora, vou dedicar-me a analisar jogos.
Nesse papel, ganha-se sempre\", disse Capello .
Assumiu este ano o comando técnico dos chineses do Jiangsu Suning e deixou o clube da cidade de Nanjing depois de  cumprir três jornadas no campeonato chinês de 2018.
Com o anúncio do fim da carreira, Capello descartou também a possibilidade de assumir o comando técnico da selecção italiana, que falhou a qualificação para o Mundial 2018, lembrou  terem tido boas \"experiências nas selecções de Inglaterra e da Rússia\".
O treinador transalpino conheceu o maior sucesso durante a passagem pelo AC Milan, ao serviço do qual conquistou, entre outros, quatro títulos italianos e uma Liga dos Campeões, em 1994.