Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Santos quer comprar Robinho a custo zero

03 de Abril, 2015

Experiente avançado tem sido fundamental na manobra da equipa e já voltou à selecção

Fotografia: AFP

O Santos continua a negociar a permanência do avançado Robinho, que está emprestado pelo Milan, da Itália, até o dia 30 de Junho. A direcção santista enviou uma proposta ao clube italiano por intermédio da advogada Marisa Alija Ramos, procuradora do jogador.

O site "UOL Esporte" revela ser intenção do Santos  comprar o jogador sem gastar  dinheiro. Para isso, o clube paulista propõe ao Milan que fique com a maior fatia dos direitos de imagem do camisola sete, mesmo com permissão de o atleta assinar “um longo contrato” com os "alvinegros".

Robinho tem contrato com o Milan até  Agosto de 2016. O Santos quer convencer o Milan de que o jogador fica mais valorizado se jogar na Vila Belmiro. Desde que voltou ao Brasil, no ano passado, o ídolo santista tem-se destacado com a camisola do clube e   voltou a defender a selecção brasileira. O Santos aguarda uma resposta do Milan, mas os dirigentes  querem utilizar verbas de patrocínios e cotas de televisão para ver Robinho a encerrar a carreira no clube.

No início do ano, quando assumiu o clube, o presidente Modesto Roma tentou estender o empréstimo de Robinho até ao fim do seu contrato com o Milan, em Agosto de 2016.

O Milan não aceitou o acordo e quer uma compensação financeira para ceder Robinho. O clube italiano pretende diminuir o prejuízo com o jogador, já que pagou 22 milhões de euros para o contratar do Manchester City, em Agosto de 2010.

Robinho já disse a Modesto Roma que pretende terminar a carreira no Santos. O desejo do clube é também o mesmo. A ideia da direcção santista é acertar um contrato de três a cinco anos com o camisola sete.

Robinho é fundamental para o Santos dentro e fora de campo. O avançado  esteve ausente nos dois últimos jogos da equipa no campeonato paulista, pois defendeu a selecção brasileira nos amigáveis com a França e o Chile.