Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Um conjunto com talentos na Europa

Srgio V.Dias - 08 de Junho, 2019

Fotografia: DR

A selecção da Costa do Marfim entra para esta 32 edição do Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto alberga, com a marca de que a evolução do seu futebol é de ter muitos dos seus principais jogadores, em grandes clubes europeus. É uma das equipas mais cotadas do continente, tendo jogadores de referências, como os profícuos Salomon Kalou, Kolo Touré, Jonathan Kodjia e Max Gradel, dentre outros.

Entre os feitos, que ostenta na Taça de África das Nações, saltam à vista os troféus de vice-campeão continental, conquistados 2006 e 2012, respectivamente.Para já, o conjunto tem uma missão hercúlea neste Grupo D, considerado da “morte”, em que vai defrontar, além do Marrocos, a Namíbia e a África do Sul, com que se estreia a 24 do mês em curso. A Costa do Marfim é, de resto, uma selecção com créditos bem firmados a nível do futebol do continente Berço da Humanidade.

No derradeiro jogo do Grupo H da fase de apuramento ao CAN deste ano, no Egipto, a selecção marfinense venceu a similar do Ruanda por 3-0. Nicolas Pépé, jogador do Lille, fez o primeiro da partida logo aos sete minutos. O defesa do Manchester United, Eric Bailly (67\') aumentou a vantagem dos “Elefantes”, designação por que é conhecido o conjunto, e Cornet fixou o resultado final, volvidos cinco minutos. 

A Costa do Marfim, lembre-se, terminou na segunda posição do grupo com 11 pontos, atrás da Guiné-Conakry, que ficou na liderança com 12. Na primeira fase deste CAN do Egipto, o conjunto reencontra-se com Hervé Renard, técnico com o qual foi campeão na edição de 2017 e que agora orienta os “Leões do Atlas” do Marrocos.