Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol Internacional

Zidane descarta reforçar o plantel

06 de Dezembro, 2017

"Esperemos que marque muitos golos no Real Madrid, mas que chegue cansado ao Mundial.", precisou.

Fotografia: AFP

O técnico Zinedine Zidane voltou a responder a questões sobre o momento do Real Madrid, agora, na antevisão ao jogo desta noite. O treinador garante que não pediu reforços em Janeiro, insiste que a equipa está bem e diz que vê as coisas que os outros não vêem.
O treinador recusou-se comentar a opinião de Marcelino Toral, treinador do Valência, que defende  o actual plantel merengue pior que o do ano passado: \"Pode dizer o que quiser. Não tenho de opinar.\", revelou.
\"Estou muito repetitivo. Vejo a minha equipa bem. É verdade que temos de marcar mais golos, porque na Liga estamos a oito pontos. Mas estou tranquilo e sei que mais cedo ou mais tarde vai mudar. Digam o que disserem os de fora, eu vejo coisas que se calhar os outros não vêem\", destacou.
Disse por outro lado, que \"também não se deve esquecer, o que fez esta equipa. Eu não me esqueço\", afirmou o treinador, depois de responder com um \"não\" seco, quando lhe perguntaram se falou com o clube para reforçar o plantel no mercado de Inverno.
Zidane também defendeu Cristiano Ronaldo: \"É tão grande que quando não lhe corre como quer ou como esperam, é normal que falem dele. Ainda há pouco, fez uma temporada fenomenal. Estamos a meio do caminho e cuidado, faltam seis meses.\", precisou.
O Real Madrid já está apurado para a Liga dos Campeões, em segundo no grupo, atrás do Tottenham, recebe o Borússia de Dortmund que está eliminado, mas  procura seguir para a Liga Europa
Por outro lado, o atacante do Chelsea, Álvaro Morata, mostra-se satisfeito com o tempo de jogo dado pelo técnico António Conte, contrariamente, à intermitência vivida no Real Madrid, sob a orientação de Zinédine Zidane.
\"Não sei se (os adeptos do Real Madrid) sentem a minha falta ou não, e é um prazer que o digam. Oxalá, não tenham que dizê-lo, porque isso, significa que as coisas estão a correr bem\", afirmou, em entrevista à \'TVE\'.
Para o ponta de lança, a principal diferença entre os \'blues\' e o emblema madrileno reside, maioritariamente, nas oportunidades que lhe são concedidas.
\"É saber que tens uma oportunidade real de jogar, se treinares bem. Se estivesse à procura de coisas, como dinheiro ou a cidade preferida, ficava em casa, já que tinha tudo\", admitiu.
Morata reconhece a importância da dimensão física, no campeonato inglês. \"Quase todos os jogadores são atletas. Tecnicamente, não é como em Espanha, mas os jogadores são muito fortes, fisicamente\", indicou o atleta de 25 anos.
Quando questionado sobre Cristiano Ronaldo, o internacional espanhol referiu ainda: \"Esperemos que marque muitos golos no Real Madrid, mas que chegue cansado ao Mundial.\", precisou.