Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

1º de Agosto apresenta torneio de pesca

Hélder Jeremias - 10 de Dezembro, 2014

Clube Náutico Militar reforçou o investimento para assegurar a permanência da prova a fim de atrair pescadores não federados

Fotografia: Jornal dos Desportos

A 12ª edição do Torneio Billfish Challenge sucede amanhã, às 19h00, na sede do 1º de Agosto, no bairro da Maianga. O evento é organizado pelo Clube Náutico Militar, está inserido no terceiro concurso do Campeonato Aberto de Pesca Desportiva ao Corrico de Alto Mar da Zona Norte, a disputar-se no próximo sábado e domingo entre dez a 40 milhas da costa de Luanda.

O coordenador do Billfish Challenge'2014, Hélder Milagre, vaticina uma participação em massa de pescadores ao encontro. “O concurso tem o apoio do 1º de Agosto e da Sópeso. Contamos com um elevado número de aficcionados da pesca. Estão convidados todos os capitães das equipas, pescadores, operadores de câmara e outros ligados à pesca desportiva”, convidou. O dirigente afirmou que o torneio faz parte da história da pesca angolana.

“O Billfish Challenge teve início na época do Troféu Petroquímica em 2002 e já vai na sua 12ª edição. Surge na listas dos torneios mais antigos da pesca nacional e tem sido considerado um dos concursos anuais do calendário oficial com maior número de peixes de bico”, disse. Hélder Milagre augura que este ano o concurso tenha um número recorde de concorrentes, dada a vitória brilhante da Selecção Nacional no campeonato do mundo que decorreu no Estado brasileiro de Vitória do Espírito Santo.

A participação média de pescadores é de 23 equipas. Hélder Milagre assegurou novidades na presente edição. O responsável disse que a organização vai implementar o “Lines in”, ou seja, não vai ser dada a largada. As equipas podem dirigir-se para os seus pontos de pesca antes das sete horas e vão ficar à espera que o júri dê autorização do início de pesca, assim como o sinal de tag para este mesmo dia.

O Clube Náutico Militar reforçou o investimento para assegurar a permanência da prova. “Um dos nossos objectivos é divulgar a modalidade e incentivar outros pescadores não federados que actuem principalmente na Baía do Mussulo”, concluiu.

Os Tubarões Fishing Team são os detentores do troféu da última prova. Marco Couto, capitão da equipa vencedora, está convidado por força das circunstâncias a comparecer na prova. Também entram para a corrida, os Lampas, Malembeiros, Team Náutico, Marmeladas, Tudo Fish Fishing Team, Team Release, Azarados, Balão Mágico, Doce Vela, Team Tuxica, Fish.Com, Xiripiti,Team Unitel, Bicudos e Terlicos.