Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Academia incrementa olimpismo nas escolas

29 de Junho, 2017

Estudantes conviveram com a directora da Academia Olímpica

Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

A Academia Olímpica Angolana (AOA), organismo vocacionado para o ensino do olimpismo, tem em vista incrementar a divulgação dos ideais olímpicos entre as crianças, com sessões regulares nas escolas primárias.

O anúncio foi feito pela directora da Academia, Sara Tavares, em declarações à Angop, quando fazia o balanço das festividades do Dia do Olimpismo assinalado a 23 de Junho, dia em que a nova direcção do COA tomou posse para a olimpiada até aos Jogos \"Japão2020\".

De acordo com  Sara Tavares, na palestra sobre o Movimento Olímpico proferida aos alunos numa escola primária da Centralidade do Sequele (Luanda), no âmbito da efeméride, \"deu indicadores interessantes\" e prometeu inserir no programa da instituição para este ano, acções mais regulares junto deste público que considera potencial olimpiano para o futuro.

Na sexta-feira e no sábado, a Academia Olímpica conviveu com a comunidade estudantil da referida centralidade, a palestra atraiu mais de mil alunos. Durante o encontro, os participantes foram informados sobre o Movimento Olímpico, ideais olímpicos, e o Comité Olímpico Angolano.

O convívio esteve muito interactivo e animado, não obstante as sucessivas participações de Angola nos Jogos Olímpicos (desde Moscovo1980 até Rio2016), o conhecimento dos alunos sobre o tema revelou-se deficiente.

No entanto, foram respondidos acertadamente o nome do presidente do comité olímpico angolano, o nome de um atleta olímpico angolano, e onde se realizaram os últimos Jogos Olímpicos.

Mais criativos foram os participantes ao concurso de desenho sobre o mesmo tema, cuja criatividade e talento demonstrados, surpreenderam pela positiva os organizadores. Outro momento animado foi o de jogos, em que foram disputadas partidas de basquetebol e voleibol, com envolvimento dos alunos.

Diplomas de participação e prémios aos melhores do concurso de desenho (camisolas e \"pins\" do COA) foram entregues durante a jornada. No sábado, o programa conjunto entre o COA e a AOA foi dominado por uma marcha olímpica, na centralidade do Sequele, com a presença dos estudantes das escolas locais, moradores e público.

Foi também montada uma feira de saúde, e foram feitas sessões de demonstração de karaté dó e de xadrez. De acordo com Sara Tavares, a escolha da centralidade do sequele teve como objectivo, afastar do centro da cidade e atingir as comunidades mais distantes a fim de disseminar o olimpismo. De recordar que no ano passado, este programa foi apresentado no Namibe.

A Academia Olímpica Angolana foi proclamada em Julho de 1997, perante 25 subscritores, em Luanda, numa iniciativa do Comité Olímpico Angolano (COA) e sob auspícios do Comité Olímpico Internacional (COI), que respondia à necessidade do ensino olímpico no país.

O Dia Internacional do Olimpismo, assinala-se a 23 de Junho, e foi instituído em homenagem à criação (23 de Junho de 1894) do Comité Olímpico Internacional, pelo barão Pierre de Coubertin, aristocrata francês. Em Angola, esta entidade é representada pelo Comité Olímpico Angolano, criado em 1979.

O ex-basquetebolista internacional Gustavo Conceição, que já foi presidente da Federação de basquetebol e secretário geral da ACNOA (Associação dos Comités Nacionais Olímpicos de África)  é o actual presidente do COA, pelo quarto mandato consecutivo, sucedeu ao ex-xadrezista Rogério Silva.