Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Adrito conquista "Sbado Xadrezstico"

lvaro Alexandre - 13 de Setembro, 2015

Mestre Internacional Adrito Pedro parece ter "acordado" da sonolncia

Fotografia: M.Machangongo

Na sua IX edição, o atleta do 1º de Agosto fez valer a máxima "em minha casa mando eu" ao conquistar a prova que homenageia Agostinho Adão, o primeiro Mestre Nacional.

Na condição de organizador da jornada, o MI Adérito Pedro manteve a mesma postura demonstrada na edição anterior no bairro Mulenvo de Cima, em Agosto último. Com a vitória, "o gigante" acordou e está decidido em recuperar a primeira posição no ranking nacional, lugar cedido de forma incondicional ao Mestre Fide Catarino Domingos.

Em nove jornadas de partidas rápidas de cinco minutos, o vencedor somou sete pontos. Com um arranque ineficiente, Adérito Pedro desperdiçou dois pontos diante de Celsar Baltazar, atleta do Polivalente Aldanuel, e do MF Ediberto Domingos, da EPAL.

Com recurso à sabedoria, MI Adérito Pedro somou cinco pontos consecutivos. Na última ronda, Francisco Flora não teve inteligência para inverter a rapidez do vencedor. Noutras partidas da mesma jornada, Jeovani Santos venceu Pedro Moura; MF Eduardo Pascoal perdeu diante do MI David Silva; José Rosário perdeu diante de Celso Baltazar; MI Amorim Angelo perdeu diante de Edivaldo Gama; MF Ediberto Domingos perdeu diante de Candidato a Mestre (CM) João Júlio, Erilson Manuel venceu Clélio Solege e Carlos Jorge perdeu diante de Edivânio Domingos.

Na classificação final, Adérito Pedro (1º de Agosto) ocupou a primeira posição com 7 pontos, seguido de Celso Baltazar (Polivalente Aldanuel), 6,5; MF Eduardo Pascoal (EPAL), 6; Edivaldo Gama (1º de Agosto), 6; MI David Silva (Progresso Sambizanga), 6; MI Ediberto Domingos (EPAL), 5,5; Jeovani Santos (1º de Agosto), 5,5; Francisco Flora (Escola de Xadrez de Viana "João Júlio"), 5; Clélio solege (Progresso Sambizanga), 5 e Edivânio Domingos (1º de Agosto), 5 pontos.

No final do torneio, o veterano Agostinho Adão recebeu diploma de reconhecimento pelo contributo ao xadrez, um prazer que exerce até os dias correntes. Em 1981, tornou-se no primeiro Mestre Nacional ao conquistar o campeonato nacional absoluto.