Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Adriano de Carvalho elogia Comit Organizador

Pedro Futa - 03 de Janeiro, 2019

Adriano Mendes de Carvalho (terceiro esquerda) diz sentir evoluo do desporto nacional

Fotografia: Santos Pedro | Edies Novembro

Adriano Mendes de Carvalho enalteceu o excelente nível de organização da 63ª edição da corrida de fim de ano, a São Silvestre, prova que aconteceu na última segunda-feira em Luanda, com a participação de mais de dois mil atletas entre federados nacionais e estrangeiros, populares e adaptados, em ambos os sexos.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, Adriano Mendes de Carvalho mostrou-se regozijado e prometeu apoiar o atletismo.
\"Estou feliz com o nível de organização”, disse.
O ex-Governador da capital pretendia instituir, em parceria com a Federação Angolana de Atletismo, a prova “Cidade de Luanda e outras competições”.
O nomeado Governador do Cuanza Norte disse ainda que sente uma certa evolução do desporto angolano a cada ano: \"Congratulo-me e estamos todos de parabéns\", frisou.
O queniano Edwin Nyandusi Mokua, de 25 anos, foi o vencedor com o tempo de 30min20s, seguido do etíope Tesfera Mosisa (31min53s), e do angolano Alexandre João (31min53s), Luís Kuvingua (32min13s), ambos do Interclube, e Rafael Epesse, do 1º de Agosto (32min19s).
Nos lugares subsequentes, estiveram os atletas do Interclube, Tiago Baptista (32min23s) e Francisco Caluvi (32min31s). O vencedor da edição passada, Simão Manuel, do 1º de Agosto, quedou-se na oitava posição com 32min38s, seguido de Assunção Catambe, do Interclube (32min40s) e Venâncio Tchingombe, do Petro de Luanda (32min44s).

FEMININO
A etíope Beyanesh Ayele venceu com o tempo de 33min56s, seguido da angolana Adelaide Machado, do Interclube,  com 36min42s e da Lúcia Gomes, do Cuanza Sul, com o tempo de 37min15s.
O destaque da competição feminina recai para o desmaio da atleta do 1º de Agosto, Neide Dias, à entrada do Estádio dos Coqueiros, quando vinha atrás de Adelaide Machado.
Em paralímpicos,  Júlio Mendes, da classe T11 (deficiente visual), venceu com o tempo de 39min07s. João Feliciano conquistou a medalha de prata (39min27s) e Jeremias Soma fechou o pódio com 40min05s.
Na classe T46 (amputados), Manuel Jaime venceu com tempo de 34min46s. Silvestre Ngula ficou em segundo lugar com 35min31s e Sabino Chipesse completou o pódio com 35min49s.
Em feminino, Befília Buio venceu com 47min19s, seguida de Anita Ngueve (51min52).
O vencedor da São Silvestre de Luanda, Edwin Nyandusi Mokua, agradeceu a Federação Angolana de Atletismo e disse gostar da concorrência.
\"Agradeço pelo convite. Foi uma prova difícil, devido à concorrência e ao clima. A temperatura também foi  um adversário, estava muito quente\", disse.
Alexandre João, medalha de bronze, manifestou o regozijo.
\"Estou feliz. Há três anos que venho a lutar por uma medalha. Felizmente, consegui este ano (2018) e com a presença de atletas internacionais. É um orgulho para o meu país\", frisou.