Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Agência britânica e russa testam atletas

02 de Fevereiro, 2016

A Rússia foi suspensa em Novembro de todas as competições internacionais pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF)

Fotografia: AFP

A agência antidopagem russa RUSADA e a sua congénere britânica UKAD vão realizar em conjunto testes aos atletas russos, anunciou ontem uma alta responsável do Ministério do Desporto da Rússia.

"Segundo o acordo estabelecido com a Agência Mundial Antidopagem (AMA), a RUSADA e a UKAD vão ser responsáveis por realizar os testes aos atletas russos", declarou Natalia Jelanova, adjunta do ministro do Desporto, Vitali Moutko, citada pela agência noticiosa russa TASS.

"A actividade conjunta da RUSADA e da UKAD é temporária", esclareceu a mesma responsável, indicou que "a UKAD vai propor os seus serviços na Rússia até que a RUSADA seja reconhecida pela AMA e que recupere o seu antigo estatuto".

Na quinta-feira o director-geral da AMA, David Howman, afirmou que os controlos de doping na Rússia "seriam feitos pela RUSADA, mas sob a supervisão da agência britânica antidopagem".

A agência antidopagem russa encontra-se na mira da AMA, desde que foi declarada como não estar em conformidade com o Código Mundial Antidopagem, devido à suspeita de que a RUSADA ajudou a dissimular os controlos positivos de atletas russos e a destruir as suas amostras.

A Rússia foi suspensa em Novembro de todas as competições internacionais pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF), após um relatório elaborado por uma comissão independente mandatada pela AMA ter descoberto um sistema de “doping” institucionalizado no atletismo russo.