Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Agresso ao rbitro mancha campeonato

20 de Agosto, 2013

Didi Mampuya, da categoria de +91 Kgs, manchou domingo ltimo

Fotografia: Jornal dos Desportos

A agressão ao árbitro Álvaro António pelo pugilista do Interclube Didi Mampuya, da categoria de +91 Kgs, manchou domingo último, em Luanda, o encerramento do 28º campeonato nacional júnior e sénior de boxe, em ambos sexos, que decorreu de 14 a 18 deste mês, na Casa da Juventude de Viana.Tudo aconteceu por altura da atribuição da vitória ao adversário do referido lutador, no caso Ferdinando Pedro, do Eletro do Lobito. O acto foi protestado por Didi Mampuya, com um forte soco no rosto do juíz, que caiu inanimado no tapete do ringue.

Consumada a acção, que deixou estupefactos os presentes, o pugilista Didi Mampuya pôs-se em fuga.O árbitro, que prontamente foi socorrido e recebeu assistência no local por parte dos Serviços de Emergências Médicas, sangrava pela boca e narinas e recuperou volvidos cerca de 15 minutos depois.Sobre o incidente verificado no último combate da noite, o presidente da Federação Angolana de Boxe (FABOXE), Carlos Luís, qualificou, à Angop, como deplorável a atitude do pugilista, prometendo a tomada de medidas sancionatórias pelos órgãos competentes da instituição, por forma a evitarem-se situações do género que mancham negativamente o desporto.

“Estamos profundamente chocados com a atitude do pugilista Didi Mampuya. Esperamos que actos do género não voltem a acontecer. O conselho de disciplina da federação vai analisar o caso e posteriormente vai tomar uma decisão sobre o atleta”, disse.Quanto à competição principal, que contou com disputas nas categorias de 49 a +91 kg, o Interclube arrebatou oito medalhas de ouro, nos 10 combates da final. Situação semelhante verificou-se também na prova reservada ao sector feminino, tendo sido superado apenas nos juvenis masculinos pelo Team Elite.

Duas vitórias por KO também marcaram o evento, sendo a primeiro do pugilista Orlando Silva António (Team Elite) sobre José Lopes (Inter), nas meias-finais dos 91 kg, e a segunda de Ntumba Silva (Eletro) ao mesmo adversário já na final da categoria.Com esta conquista, o Interclube destrona o Electro do Lobito, no campeonato que envolveu 150 pugilistas em representação das províncias de Luanda, Zaire, Benguela, Kwanza-Sul, Uíge, Cabinda e Lunda-Norte.Os referidos números superam as provas realizadas nos últimos 30 anos.O encerramento foi assistido, entre outras personalidades, pelo vice-presidente do Comité Olímpico Angolano (COA), Mário Rosa, que fez a entrega de medalhas.

FEMININOS
Interclube vence a prova


A formação do Interclube conquistou domingo a 1ª edição do campeonato nacional de boxe em seniores feminino, que se disputou nas instalações da casa da juventude de Viana, na capital do país.A formação do Interclube conquistou sete medalhas, sendo três de ouro, duas de prata e o mesmo número de bronze.A pugilista Sara Fernandes (Interclube) da categoria dos 52 kg, classificou-se como a melhor da competição.

Na segunda posição da classificação por equipas ficou a África Golfe II, com três medalhas, uma de ouro e outras de prata e bronze.O terceira lugar coube ao Waco Kungo (Kwanza-Sul), com uma medalha de prata e outra de bronze.Na última posição quedou-se Jeff Sport, com uma medalha de bronze, numa competição que teve a participação de 12 concorrentes.O campeonato nacional de boxe feminino decorreu em paralelo ao 28º campeonato nacional de boxe júnior e sénior masculino, que contou com a participação das províncias de Luanda, Zaire, Benguela, Kwanza-Sul, Uíge, Cabinda e Lunda-Norte.