Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Aguinaldo Jaime apela ao "fair play"

04 de Dezembro, 2014

Vice-presidente da Federação Internacional de Xadrez apelou aos jovens a primar pela amizade e camaradagem durante a prova

Fotografia: José Soares

O presidente da Federação Angolana de Xadrez (FAX), Aguinaldo Jaime, apelou aos xadrezistas nacionais e estrangeiros que disputam o Campeonato Africano júnior da modalidade, em Saurimo, província da Lunda Sul, no sentido de pautarem pelo espírito de “fair play”.Ao intervir na cerimónia de abertura, o responsável exortou particularmente os jogadores angolanos a pautarem por uma conduta que dignifique o nome e prestígio do país.

Aguinaldo Jaime disse, que a realização do Campeonato Africano de Xadrez, constitui um grande incentivo para que a modalidade seja m

ais valorizada e praticada no país.  O dirigente sublinhou que o xadrez contribui na concentração, capacidade estratégica e na resistência psicológica do indivíduo que o pratica, daí a necessidade de se apostar cada vez mais na modalidade, sobretudo nas escolas.

O responsável federativo convidou a população local, sobretudo estudantes, a afluírem ao local da competição a fim de apoiarem os atletas nacionais e estrangeiros. Para além de Angola, a competição conta com representantes da Argélia, Botswana, Burundi, Malawi, Mali, Mauritânia, Moçambique, Namíbia, São Tomé e Príncipe, Uganda, Zâmbia, África do Sul e Swazilândia.

VICE-GOVERNADOR
Dirigente enaltece
partilha de culturas


O vice-governador para o sector Económico da província da Lunda Sul, João Fucungo, afirmou que o “Africano” de Xadrez em Juniores vai contribuir para a socialização dos atletas e na partilha de experiências e culturas.Intervindo na cerimónia de abertura, o responsável disse que a prova vai incentivar a juventude na prática da modalidade, tendo em conta os benefícios psicológicos. João Fucungo assegurou que o Executivo angolano dedica especial atenção às acções que envolvem a juventude no desporto, pelo facto deste sector projectar o nome do país no continente e no mundo.

“O xadrez, enquanto modalidade individual, tem sido uma das grandes apostas do governo da Lunda Sul e a título de exemplo, acolhemos em 2011 o campeonato nacional de juniores, de juvenis (2014) e estamos a fechar com chave de ouro, a albergar o Campeonato Africano em Juniores”, realçou.O dirigente revelou que a província elegeu o 2014, como o ano de importantes realizações desportivas.

O acolhimento dos VIII Jogos Nacionais Escolares e o Campeonato Africano de Xadrez em juniores, entre outras, citou, contribuíram também para o surgimento de novas infra-estruturas. João Fucungo afirmou que a massificação do desporto na Lunda Sul tem beneficiado do contributo das novas instituições e empresas.O empenho e a dedicação do governo local, em especial da direcção da Juventude e Desportos, facilitam para  o alcance de êxitos, segundo João Fucungo.