Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alético do Namibe domina Nacionais

Gaudêncio Hamelay-Lubango - 25 de Janeiro, 2016

Equipas de Luanda estiveram ausente da prova no Lubango

Fotografia: Jornal dos Desportos

As formações do Atlético do Namibe. em juvenis e juniores em ambos os sexos, são os actuais campeões ao dominarem os campeonatos nacionais de voleibol, nas categorias decorridos de 17 a 24, na cidade do Lubango. Em júnior masculino, a equipa do Atlético do Namibe, para conquistar o título precisou de recorrer ao prolongamento depois do empate registado nos 4 sets regulamentados, diante do Império da Huíla. As duas formações encontravam-se empatadas por 2 sets a 2, com os parciais de 14/25, 25/23, 14/25 e 25/21. Já no desempate, disputado a melhor de 15 pontos, a formação vinda das terras da welwitschia mirabilis, levou à melhor sobre o seu adversário ao triunfar por 18-17 numa final escaldante e muito emotiva, realizada sábado à tarde no pavilhão anexo número dois de Nossa Senhora do Monte.  

No sector feminino, a mesma formação para sagrar-se campeã nacional, derrotou na final o Misto do Bié, por 3 sets 1, com parciais de 25/22, 25/11, 24/26 e 25/18. Em  juvenis femininos o Atlético do Namibe repetiu a proeza ao triunfar na final sem nenhuma dificuldade a equipa do União Desporto e Amizade da Huíla, por 3 sets 0, com os resultados parciais de 25/21, 25/19 e 25/8.

Em masculino, a classificação ficou ordenada: Atlético do Namibe, Império da Huíla, Misto do Huambo e Progresso do Sambizanga. Já em feminino a classificação geral foi ocupação em primeiro lugar o Atlético do Namibe, Misto do Bié em segundo e União Desporto e Amizade (UDA) e terceiro lugar.Ao passo que em juvenis feminino participaram apenas duas formações, o Atlético do Namibe (campeão nacional) e União Desporto e Amizade (UDA).O treinador da equipa dos Impérios da Huíla, Efigénio Gomes, cuja equipa quedou-se em segundo lugar no sector masculino, disse tudo ter feito para conquistar o troféu, mas houve um imprevisto no prolongamento, porque os atletas demonstram fadiga, o que tornou difícil contrariar os intentos do adversário.

Considerou ter sido um campeonato muito produtivo, principalmente o facto de ser o primeiro nacional, onde participaram mais províncias. “Vamos trabalhar, para na próxima edição, melhorarmos a nossa classificação. Com mais trabalho, acredito que a próxima será muito melhor. Também precisamos de mais apoios da parte das autoridades locais e classe empresarial”, afirmou.A organização no final das competições , atribuíu troféus aos vencedores de cada categoria e diploma de participação às equipas participantes. Participaram equipas em representação de cinco províncias, Namibe, Bié, Huambo, Huíla e Luanda que movimentaram 85 atletas, dos quais 42 em masculino e 43 feminino.

VALENTIM  DOMINGOS
Presidente da FAV defende investimento


O presidente da Federação Angolana de Voleibol (FAV), Valentim Domingos, defendeu no Lubango maior investimento nas camadas infanto-juvenis, por serem o grande viveiro da sustentabilidade nos escalões seniores, para o futuro da modalidade em Angola.  Valentim Domingos, afirmou que o êxito alcançado quer no campo desportivo, quer organizativo, assim como a participação massiva dos amigos e amantes desta modalidade, durante à realização dos nacionais de voleibol, levam a concluir que a província da Huíla, é uma área territorial onde a Federação pode apostar em todos os níveis e contar no futuro com mais eventos.

 Reconheceu que os nacionais de voleibol, em juvenis e juniores em ambos sexos, foram êxitos totais a todos os níveis. “Saímos daqui altamente confortados e gratificados pelo carinho, organização e todo apoio prestado para realização deste eventom, com sucesso. Por isso, vamos trabalhar.Mas é preciso investir nas camadas infanto -juvenis que são o grande viveiro para o voleibol no futuro. Assistimos uma finalíssima com um nível para este escalão altamente satisfatório. O que é gratificante”, sublinhou.  

TREINADOR
Evandro Silva feliz
com a conquista


Evandro da Silva, técnico do Atlético do Namibe, no final do jogo era um homem super feliz por conseguir uma proeza inédita, desde que é treinador há dois anos.“Sou treinador há dois anos, mas este é o primeiro campeonato que faço, vencemos em todas categorias juvenis e juniores, em ambos os sexos. Estou emocionado devido ao empenho e dedicação dos meus miúdos guerreiros. O segredo da dupla vitória, está no trabalho efectuado, ao longo da temporada. O campeonato foi muito bom e tivemos uma final disputadíssima”, destacou.Evandro da Silva, prometeu trabalhar em prol da massificação do voleibol no clube, para preservar os títulos conquistados. Não se esqueceu deagradecer à direcção do Atlético do Namíbe, liderada por João Pedro Paxe, pelo apoio que dá ao voleibol no clube. “Estamos a massificar para que o voleibol não páre no Namibe”, garantiu.