Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alex Dowsett fractura clavícula

16 de Janeiro, 2015

Alex Dowsett fractura clavícula

Fotografia: AFP

Dowsett, de 26 anos, caiu quando treinava numa estrada perto da sua casa, no condado de Essex, em Inglaterra, e vai ter de ser submetido a uma intervenção cirúrgica, o que deverá acontecer já na quinta-feira.

"A decisão sobre se vai tentar bater o recorde mundial da hora será anunciada nos próximos dias, em função do resultado dos exames pós-operatórios", indica a equipa espanhola no seu sítio oficial na Internet.

O corredor britânico deveria tentar bater a 27 de Fevereiro, no velódromo olímpico de Londres, o recorde mundial da hora, estabelecido pelo austríaco Matthias Brändle, que percorreu 51,850 quilómetros a 30 de Outubro de 2014, em Aigle (Suíça).


CICLISMO
Uma equipa africana no Tour


Uma equipa africana, a MTN-Qhubeka, vai estar pela primeira vez no Tour de França em ciclismo, anunciou a organização da prova, que vai ter equipas de nove ciclistas portugueses na próxima edição da competição. “A participação no Tour de França vai acelerar a evolução do ciclismo africano”, sublinhou o director do Tour, Christian Prudhomme, após revelar quais as cinco equipas convidadas para a 102ª edição.

Além da MTN-Qhubeka, que conta com vários ciclistas africanos, foram convidadas, sem surpresa, as equipas francesas Bretagne-Séché, Cofidis e Europcar, da segunda divisão e a alemã Bora, para o Tour que vai  arrancar em Utrecht, a 4 de Julho.

Na formação africana há a reter os nomes do norueguês Edvald Boasson Hagen, um dos homens fortes da Sky nas últimas épocas, do australiano Matt Goss, antigo vencedor da “clássica” Milan-São Remo, do holandês Theo Bos ou do norte-americano Tyler Farrar.

O trepador eritreu Natnael Berhane, vencedor da Volta à Turquia em 2013, juntou-se ao grupo do seu compatriota Daniel Teklehaimanot, numa equipa que tem também promessas africanas como Louis Meintjes ou Merhawi Kudus.