Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alfa Romeo e Red Bull projectam poca 2019

Altino Vieira Dias - 23 de Fevereiro, 2019

Campeo mundial de 2007, o finlands Kimi Raikkonen regressa equipa com a qual teve a sua estreia em 2001

Fotografia: DR

A Fórmula 1 diz “adeus Sauber, bem-vinda Alfa Romeo Racing”. A equipa tem uma  nova imagem e está em alta, graças ao “novo” Longbou Fenance, apesar de não haver alteração nenhuma no proprietário, na gestão ou na sua independência.
É um  momento emocionante para a equipa, em forte contraste com os seus recentes anos de fraqueza, situação a qual o “novo”, Fenance, deu à volta, com a direcção sólida do director, gestor e venerado cérebro de corridas, Frédèric Vasseur.
A Sauber iniciou o ano de 2018 com um novo parceiro, de nome Alfa Romeo. Esta colaboração foi uma ideia do falecido Sérgio Marchionne, fazendo regressar a icónica marca Fiat Chryler Automobiles à grelha da Fórmula 1, após 32 anos de ausência.
Ao longo da época de 2018, a equipa subiu a sua fasquia com Charles Leclerc em destaque, superando Marcus Ericsson. Para a presente temporada (2019), a equipa suíça subiu novamente a “cruzada” para o seu primeiro carro, sob a orientação do antigo chefe da designer da Ferrari, Simone Resta.
O campeão mundial de 2007, o finlandês Kimi Raikkonen, que regressa à equipa com a qual teve a sua estreia em 2001, e é o primeiro a sagrar-se vencedor na Sauber (Alfa Romeo), desde o canadense Jacques Villeneuve em 2006, correrá ao lado do italiano Antonio Giovinazzi, antigo piloto de reserva da Ferrari, que irá começar o seu primeiro ano completo neste desporto.
Após duas corridas como substituto com a Sauber 2012, e um forte alinhamento, este plantel de pilotos é capaz de “espremer” o carro.
 A  equipa precisa disto, para liderar novamente a brutal batalha de “pelotão do meio” da Fórmula 1.
É um novo ano e é uma nova identidade, para a equipa suíça privada de Fórmula 1.
 Os ingredientes estão todos lá. Agora, só é  preciso que o carro cumpra. Conseguirá a ex-Sauber, actual Alfa Romeo Racing, uma nova era de sonhos com a sua dupla de pilotos?