Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Aline Loureno estrela em Ascenso

ROSA PANZO - 26 de Julho, 2018

Aline Loureno satisfeita pela chamada

Fotografia: MEQUIAS MACHANGONGO|EDIO NOVEMBRO

Aos 15 anos de idade, Aline Justina Simão Lourenço assume o estatuto da melhor velejadora angolana. De baixa estatura e de forte convicção, a atleta do Clube Naval da Ilha de Luanda é a esperança da selecção nacional no Campeonato Africano de Optimist que vai decorrer de 25 de Novembro a 10 de Dezembro, em Maputo, Moçambique.
A bicampeã africana vai desembarcar no Índico com o estatuto de \"peça a abater\". Precavida pela ansiedade, cumpre um programa rigoroso sob o olhar atento de Moisés Camota.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, Aline Lourenço manifestou a satisfeita com a convocatória, mais uma vez, à selecção nacional.
\"O meu grande objectivo é conquistar a medalha de ouro. Estou satisfeita por fazer parte da selecção, pois, o meu sonho é ter várias internacionalizações até atingir o ouro. Vou dar o meu melhor para constar sempre entre as melhores\", disse.
Aos 13 anos de idade, Aline Lourenço conquistou a medalha de bronze no Africano disputado em Angola, em 2016. Voltou ao pódio, no Egipto, em 2017. A paixão pelo desporto começou aos cinco anos de idade, a convite do irmão, Simão Lourenço, e de um amigo da família. Trocou a corda e a garrafinha, o antigo hobby, pela vela.
A primogénita de Lourenço Simão e Elisabeth Graciano é aluna da sétima classe, no Colégio Pitabel, e  goza da admiração do treinador Moisés Camota.
\"O que mais admiro é a dedicação, o empenho e o apoio da família. Os três condimentos ajudam-na a crescer no desporto. É inteligente e tem um futuro promissor noutras classes de vela\", disse.
Moisés Camota justifica que a altura e o peso actual não a ajudam muito na classe Optimist. No último ano, aumentou de peso e não pode parar de crescer.
Além de Aline Lourenço, a selecção nacional conta com Armindo de Sousa (actual líder do ranking nacional), Osvaldo da Gama (campeão provincial), Bráulio  Gumba (campeão nacional), Graciano Novais (campeão africano), Osvaldo Carlos, Emílio do Rosário Fernando Sabalo, Ronâncio Paulo e  Joana de Brito  .