Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso celebra nova motivação

12 de Fevereiro, 2015

Piloto apresenta títulos de campeão com a Renault augura conquistar outros antes da aposentação ao serviço da formação da Mclaren

Fotografia: AFP

Fernando Alonso está motivado e confiante para a disputa da época'2015 da Fórmula 1, a primeira depois do regresso à McLaren, embora tenha o nome vinculado à investigação de possíveis delitos fiscais, enquanto morava na Suíça. Na manhã de terça-feira, o espanhol esteve num evento na cidade de Tóquio, no Japão, país de origem da fornecedora de motores Honda, para apresentar o MP4-30 aos nipónicos.

O bicampeão de Fórmula 1 foi o primeiro a falar e não escondeu a felicidade por ter estreado a nova McLaren em Jerez de la Frontera, em Espanha, na semana passada.“Foi uma honra ser o primeiro a estrear esta nova McLaren- Honda, dar as primeiras voltas com o carro e começar este desafio tão importante em que estamos, com o único objectivo de ter êxito. Foi emocionante”, disse o asturiano.Depois, deixou claro que acredita no projecto e que sente uma motivação como não sentia há muitos anos.

“Depois de muitos anos na Fórmula 1, volto a sentir uma nova motivação, precisava disso: a adrenalina de competir ao nível mais alto com a melhor equipa possível”, declarou Alonso. O espanhol finalizou a intervenção com uma mensagem de optimismo: “Espero o apoio dos adeptos e estamos preparados para as vitórias o quanto antes”.

Companheiro de Fernando Alonso na McLaren, Jenson Button também estava presente no evento e embora tenha elogiado a parceria com a Honda, avisou que o carro precisa de melhorar.“Ainda temos de melhorar, mas estamos a trabalhar na direcção certa. Desejo estar preparado para os próximos testes e a primeira corrida em Melbourne. É um orgulho voltar a trabalhar com a Honda”, disse o campeão de 2009.

Quem também falou foi o presidente da Honda, Takanobu Ito. O mandatário admitiu os problemas nos novos propulsores, mas prometeu entregar o “melhor carro possível” a Alonso e Button no início da época. A McLaren vai ter a oportunidade de mostrar evolução entre os dias 19 e 22 de Fevereiro, quando acontecerem os treinos colectivos de Barcelona, em Espanha.

ACUSAÇÃO
Coreia do Sul “quebra contrato”

A Fórmula One Management (FOM), entidade detentora dos direitos comerciais da Fórmula 1, acusou a organização do Grande Prémio da Coreia do Sul de quebra de contrato, revelaram os responsáveis sul-coreanos da corrida.A FOM enviou uma notificação aos responsáveis do Grande Prémio, a avisá-los do facto de não terem uma nota bancária de crédito para a organização do Grande Prémio em 2015 constitui  “infracção grave” ao contrato.

A Coreia do Sul renunciou à organização da corrida em 2014 e em Janeiro anunciou a sua retirada do calendário de 2015, com alegação de problemas financeiros relacionados com a organização da competição.“Temos a intenção de nos reunirmos em Londres para discutir com a FOM”, liderada por Bernie Ecclestone, referiram os responsáveis da organização sul-coreana à agência AFP.A penalização por falhar a organização de um Grande Prémio pode chegar aos 86 milhões de dólares (cerca de 76 milhões de euros), o dobro da taxa anual que iam pagar para receber a Fórmula 1, de acordo com a imprensa.

KART DE SENNA
FOI LEILOADO 

O último veículo da categoria de karting pilotado pelo malogrado tricampeão mundial de Fórmula 1, Ayton Senna, atingiu quase o dobro do valor  que foi levado a leilão. O monolugar atingiu o valor de 58,4 mil euros, em Paris. O monolugar foi utilizado pelo malogrado ex-piloto de Fórmula 1 no Mundial de kart em 1981, especialidade em que não alcançou o topo do mundo.O lance inicial do kart pilotado pelo brasileiro falecido a 1 de Maio de 1994, em Monza, era de 30 mil euros.