Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso contra novas regras da prova

21 de Julho, 2016

O piloto espanhol crê que a principal categoria do automobilismo.

Fotografia: AFP

Fernando Alonso lamentou, a maneira como a Fórmula 1, está a ser conduzida nos últimos anos. Bicampeão mundial, o piloto espanhol crê que a principal categoria do automobilismo, está a caminhar na direcção errada, a fazer com que as corridas percam cada vez mais emoção, e consequentemente, fãs.Para Alonso, há muitos aspectos na actual Fórmula 1 que o faz, inclusive, repensar sobre o  futuro na categoria. Ao lamentar a situação, o principal nome da McLaren citou os altos e baixos enfrentados por todos do desporto, recentemente.

“Esses dias na Fórmula 1, estão a ser marcados por altos e baixos, por muitos factores, a direcção das coisas não está clara. Não estou feliz, por causa de algumas coisas, que estão a acontecer. Nunca dirigimos o carro até o seu verdadeiro limite, não podemos atacar tanto quanto gostavamos, porque os pneus não permitem fazer. Se acelerar bastante, eles super aquecem e perdem a aderência, imediatamente. Se usar o motor demais, acaba por ultrapassar o padrão de consumo”, explicou sem esconder a insatisfação.

Alonso lembrou também, que os actuais carros da Fórmula 1, são muito mais agradáveis de dirigir, comparados aos das décadas anteriores, torna mais fácil a vida dos pilotos nas pistas. O facto da categoria depender mais da qualidade do carro, do que do talento do piloto, é prejudicial, segundo o espanhol.Fernando Alonso lamentou, a maneira como a Fórmula 1, está a ser conduzida nos últimos anos. Bicampeão mundial, o piloto espanhol crê que a principal categoria do automobilismo, está a caminhar na direcção errada, a fazer com que as corridas percam cada vez mais emoção, e consequentemente, fãs.

Para Alonso, há muitos aspectos na actual Fórmula 1 que o faz, inclusive, repensar sobre o  futuro na categoria. Ao lamentar a situação, o principal nome da McLaren citou os altos e baixos enfrentados por todos do desporto, recentemente.“Esses dias na Fórmula 1, estão a ser marcados por altos e baixos, por muitos factores, a direcção das coisas não está clara. Não estou feliz, por causa de algumas coisas, que estão a acontecer.

Nunca dirigimos o carro até o seu verdadeiro limite, não podemos atacar tanto quanto gostavamos, porque os pneus não permitem fazer. Se acelerar bastante, eles super aquecem e perdem a aderência, imediatamente. Se usar o motor demais, acaba por ultrapassar o padrão de consumo”, explicou sem esconder a insatisfação.Alonso lembrou também, que os actuais carros da Fórmula 1, são muito mais agradáveis de dirigir, comparados aos das décadas anteriores, torna mais fácil a vida dos pilotos nas pistas. O facto da categoria depender mais da qualidade do carro, do que do talento do piloto, é prejudicial, segundo o espanhol.