Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso critica atitude de Pérez

30 de Maio, 2013

Piloto espanhol criticou agressividade de Sergio Pérez no GO de Mónaco

Fotografia: AFP

Frustrado com o desempenho da Ferrari a que chamou “lento” no Grande Prémio de Mónaco, Fernando Alonso fez uma corrida propositadamente defensiva.

Ultrapassado por carros supostamente piores como os de Adrian Sutil, Sergio Pérez e Jenson Button, o espanhol lembrou que os rivais “não tinham nada a perder”, enquanto ele podia desperdiçar “seis pontos preciosos” na disputa pelo título mundial.

Alonso, porém, mostrou-se incomodado especialmente pelo comportamento de Pérez, ao dizer que a “agressividade de Sergio novamente não nos ajudou”. O mexicano superou Button na parte de dentro da pista na Nouvelle Chicane e tentou a ultrapassagem sobre o espanhol no mesmo sector.

Como o piloto da Ferrari colocou as quatro rodas fora do traçado ideal, os comissários da prova obrigaram-no a ceder pontos.Ao.comentar a manobra, Alonso disse que, se não tivesse cortado a chicane,chocava com a McLaren de Pérez.

Na sequência, quando faltavam apenas oito voltas para o fim, Pérez atacou o finlandês Kimi Raikkonen, da Lotus, na mesma chicane, na tentativa de tirá-lo da quinta colocação. Ambos se tocaram, em acidente que provocou o abandono do mexicano. Raikkonen ainda se dirigiu às boxes e voltou à pista mas terminou em décimo posto.

Bicampeão mundial pela Renault, Alonso foi duas vezes vice-campeão da categoria desde que chegou à Ferrari. Em 2010, somou 252 pontos, contra 256 do alemão Sebastian Vettel; em 2012, novamente superado pelo rival da Red Bull, desta vez por 281 a 278.

A pequena desvantagem dos campeonatos faz o espanhol classificar os seis pontos ganhos em Mónaco como “preciosos”. Ele foi o sétimo colocado da prova e soma 78 pontos no Mundial, de que ocupa a terceira posição. O líder é Vettel, com 107, e o vice é Raikkonen, com 86.