Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso culpa pneus pelo fracasso

17 de Outubro, 2013

Piloto reconhece que os pneus prejudicaram a possibilidade de conquistar o título mundial que Vettel está prestes a arrebatar

Fotografia: AFP

A quatro corridas do final da temporada da Fórmula 1, Fernando Alonso ocupa actualmente a segunda posição do Mundial, com 207 pontos, 90 a menos que o líder Sebastian Vettel. Considerando já o alemão como campeão, Alonso acredita que o principal motivo que o impossibilita de manter-se na luta pelo título foi o desenvolvimento bem abaixo do esperado a partir do meio do ano.

"Eu acho que o problema foi o nosso desenvolvimento. Nós nunca nos adaptámos ao novo pneu ou nem demos os passos que planeámos. Chegámos às corridas de Julho com algumas boas actualizações no papel, mas funcionaram mal na pista.”

Alonso reconheceu que os pneus prejudicaram directamente a Ferrari, mas entende que a mudança nos compostos foi necessária por causa das diversas reclamações do primeiro semestre.

"A mudança do pneu da Pirelli foi um extra. Ficou claro que algumas equipas perderam um pouco em termos de desempenho e outras ganharam um pouco, como a Sauber”, continuou Fernando Alonso, chamando a atenção para o facto de a Pirelli precisar de fazer a mudança porque os pneus estavam mal. Essa foi uma decisão tomada não para beneficiar uma equipa ou outra, mas para continuarmos a disputar o campeonato, então nada podíamos fazer", concluiu.

POUCAS CHANCES
O espanhol estragou os planos do alemão Sebastian Vettel para conquistar o Grande Prémio do Japão, o “tetra”. Mas mesmo mantendo chances matemáticas para conseguir o título, o representante da Ferrari abandonou as esperanças de ser campeão em 2013.

“Eu acho que as possibilidades são mínimas. Mesmo que Sebastian abandone as quatro corridas, eu tinha que ganhar todas. Nós continuamos a fazer o melhor possível, mas é apenas uma questão de tempo”, disse o piloto espanhol após a corrida em Suzuka.