Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso indeciso sobre o futuro

26 de Fevereiro, 2017

Falando durante o lançamento do novo modelo da equipa Alonso reiterou a sua posição e expressou a esperança sobre os novos regulamentos

Fotografia: AFP

Fernando Alonso, que está no terceiro e último ano de seu actual contrato com a McLaren, sofreu um período frustrante na equipa de Woking até agora, e foi crítico frequente dos carros modernos da Fórmula 1. O espanhol insistiu em várias ocasiões que consideraria seriamente deixar a categoria se as novas regras de 2017 não conseguissem tornar os carros mais divertidos de guiar.

Falando durante o lançamento do novo modelo da equipa, Alonso reiterou a sua posição e expressou a esperança sobre os novos regulamentos. \"Do desporto, espero mudanças em termos de quão excitante será guiar esses carros. Todas estas dificuldades que temos na F1 moderna nos últimos quatro ou cinco anos com o motor turbo, diminuiu um pouco o espírito de corrida. Estávamos a economizar algo sempre, bateria, pneus ou combustível, e não por uma única volta. \" Disse.

Continuando: \"definitivamente espero que estes novos regulamentos tragam de volta um pouco do espírito de luta e de corrida e isso é algo que descobriremos nas primeiras provas.\" Perguntado quando ele iria decidir sobre o seu futuro no desporto, Alonso insistiu que não vai pensar nos seus planos até Setembro.

Enquanto isso Lewis Hamilton  espera que novos proprietários da F1 relaxem regras sobre o uso dos mídias sociais nos fins de semana de corrida, permitindo aos pilotos maior possibilidade de interagir com os fãs.
Os pilotos da F1 estão sujeitos às mesmas restrições de transmissão em vídeo do paddock como qualquer outra pessoa, e alguns - incluindo Lewis Hamilton - estão insatisfeitos com isso.

\"Se você olhar para o futebol, a mídia social é muito maior, eles as utilizam muito melhor no futebol, na NBA, na NFL\", disse Hamilton durante o lançamento do novo carro da Mercedes de 2017 em Silverstone.

\"Na Formula 1 toda vez que eu posto uma foto ou vídeo, há um alerta da FIA dizendo para não fazer isso. Espero que este ano mudem essa regra e permitam as redes sociais para todos nós, porque ela é, obviamente, um meio incrível para o mundo se comunicar. E para que o desporto seja capaz de crescer, é uma ferramenta super fácil de usar, de compartilhar e se engajar com outras pessoas.\"

Entretanto, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, concordou com Hamilton sobre o papel das redes sociais, e acredita que o Grupo Liberty Media será capaz de fazer as mudanças nesse departamento mais cedo.

Embora grandes questões, como a distribuição de renda entre as equipas, permanecem sujeitas a contratos de longo prazo, Wolff diz que outros ajustes poderiam ser vistos já nesta temporada. \"Claro que você está sempre limitado por contratos. Parte do sucesso da F1 foi baseado em contratos de longa duração, que dão a estabilidade necessária. Isso também significa que provavelmente você não será capaz de mudar tudo de uma vez.\" disse Wolff.