Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso obtém melhor resultado do ano

28 de Julho, 2015

O quinto lugar do espanhol resultou da sequência de acidentes e de erros dos concorrentes

Fotografia: AFP

No domingo, Fernando Alonso obteve a melhor posição do ano e interrompeu o calvário. O quinto lugar na tabela resultou da sequência de acidentes e de erros dos concorrentes no circuito de Hungaroring. O espanhol beneficiou de problemas, que envolveram Nico Hulkenberg, Nico Rosberg, Lewis Hamilton e Valtteri Botas, além dos abandonos de Carlos Sainz e de Kimi Raikkonen.

Antes da Hungria, o melhor resultado de Fernando Alonso tinha sido o décimo lugar, no Grande Prémio da Inglaterra, no início do mês. Com a quinta posição em Hungaroring, o bicampeão mundial ganha mais dez pontos na tabela.  “Foi um pequeno presente para nós. A corrida foi caótica e as oportunidades apareceram e aproveitamo-las. É bom ir para a pausa de Verão com um bom resultado. Sabemos que o carro está a melhorar, mas é bom tocar com as mãos. Dedico à equipa, que está a trabalhar dia e noite”, disse. 

O espanhol também lembrou o amigo Jules Bianchi, que morreu recentemente, após nove meses em coma, em decorrência de um acidente sofrido no GP do Japão, do no passado. “Foi um final de semana difícil. O minuto de silêncio foi duro, mas no final do dia, somos muito privilegiados de participar desse desporto; somos pessoas ligadas às corridas e Jules gostava da corrida que fizemos hoje”, frisou.

Fernando Alonso começou o GP da Hungria na 15ª posição. No treino classificativo, deixou a pista a lamentar o facto de não poder registar um tempo no Q2. Uma avaria eléctrica obrigou-o a empurrar a McLaren até as boxes, esforço que gerou aplausos nas bancadas do circuito, mas a manobra não é permitida pelo regulamento da FIA.  Mesmo com a lentidão do motor fornecido pela Honda, a McLaren celebra na Hungria a sua melhor prova em 2015. Além do quinto lugar de Alonso, Jenson Button, que já tinha somado quatro pontos pela oitava posição no GP de Mónaco, recebeu a bandeira quadriculada em nono.