Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso optimista na McLaren

29 de Fevereiro, 2016

Espanhol está optimista num bom desempenho na nova época

Fotografia: AFP

A primeira impressão não foi das melhores. Mas, apesar de um desempenho abaixo do esperado nos testes em Barcelona, Fernando Alonso não desanima. Muito pelo contrário, o espanhol está optimista num bom desempenho na nova época.

As expectativas eram elevadas, até pelas 119 voltas realizadas por Alonso no segundo dia, mas no último, o espanhol ficou em branco. Deu apenas três voltas devido a uma fuga no sistema hidráulico. Uma vez na garagem, o MP4-31 não mais saiu. Nada que preocupe, diz o piloto.

“A boa notícia é que, apesar do problema que nos fez perder grande parte do dia, não é nada grave e será resolvido até aos próximos testes. No geral, demos um bom número de voltas, o que significa que temos um bom número de informações para analisar e aprender com elas”, afirmou.

“Agora vamos trabalhar afincadamente para deixar tudo pronto para os testes. Temos o objectivo de ficar na pista o máximo de tempo possível”, acrescentou.
Em comunicado, a McLaren-Honda explicou que “durante a madrugada (de quinta-feira) os engenheiros trabalharam para solucionar a fuga hidráulica de ontem [quarta-feira]. Concluídos os trabalhos, mandamos Alonso para a pista, mas a telemetria revelou uma nova fuga – sem relação com a primeira – no líquido refrigerante, o que nos obrigou a desmontar o carro todo, dando por terminados os testes do último dia”.

A segunda e última sessão de testes de pré-temporada de 2016 da Fórmula 1 acontece entre 1 e 4 de Março, novamente em Barcelona.

AVISO DA FERRARI

A Ferrari terminou a primeira fase de testes de pré-época na frente da folha dos tempos cronometrados no circuito de Montmeló. Sebastian Vettel foi o mais rápido nos dois primeiros dias e Kimi Raikkonen conseguiu o mesmo estatuto na quinta-feira, como que confirmando uma espécie de aviso aos rivais. Pelo meio, houve direito a surpresa com a marca obtida por Nico Hulkenberg (Force India), a melhor registada na quarta-feira feira.

Raikkonen veio relativizar os resultados, lembrando que seria importante ter conseguido fazer mais quilómetros com o SF 16-H. "Gostava de ter feito mais voltas", disse o finlandês, antes de sublinhar o óbvio: "Com um novo carro há sempre muitas coisas que temos de testar e experimentar."

Os observadores presentes no circuito localizado nos arredores de Barcelona não desvalorizaram esta aparente boa forma da Ferrari – significando que houve evolução em relação ao monolugar de 2015 –, mas também assinalaram dois factos importantes. Os tempos de Vettel e de Raikkonen foram obtidos com os novos pneus "ultramacios" e houve quem, como os pilotos da Mercedes, nem tivesse utilizado os já conhecidos "supermacios".