Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso promete lutar

14 de Maio, 2014

O piloto espanhol continua a lutar por encurtar a distância na corrida ao título mundial

Fotografia: Reuters

Fernando Alonso teve uma corrida frustrante neste domingo, principalmente por ser diante de adeptos espanhóis. Ele terminou  em sexto lugar no GP de Espanha, disputado em Barcelona e ainda viu a Mercedes ampliar o seu domínio na temporada da Fórmula 1, com nova dobradinha. Apesar disso, o piloto espanhol da Ferrari prometeu continuar a lutar para  aproximar-se  dos rivais.Ao ganhar em Barcelona, o inglês Lewis Hamilton somou a quarta vitória seguida na temporada e lidera o campeonato com 100 pontos. O segundo colocado é justamente o seu companheiro na Mercedes, o alemão Nico Rosberg, que tem 97 pontos. E Alonso aparece em terceiro lugar na temporada, agora com 49 pontos.

"Gostava que me saísse melhor na corrida em casa, mas sabia desde o começo que era difícil. O nosso ritmo é muito lento comparado aos líderes e  além disso, não ganhar posições na largada não ajuda muito", avaliou Alonso. "O resultado confirma o facto de que os  nossos rivais são fortes, mas vamos continuar a acreditar e fazer tudo para poder alcançá-los", avisou.O espanhol reconheceu no entanto, que não dá para evoluir muito já para a próxima etapa  no GP de Mónaco, que acontece no próximo dia 25. "Com duas semanas, vamos continuar a trabalhar dia e noite. Não podemos esperar que tenhamos  um novo carro, porque não é possível promover uma revolução em tão pouco tempo, mas vamos fazer o máximo para conseguir melhorar em todas as áreas", explicou.

COMPARAÇÃO

Fernando Alonso comparou o Mundial de Pilotos da Fórmula 1 com o Campeonato Espanhol de futebol ao explicar os resultados obtidos até então e a  sua postura ao longo desta temporada. Para ele, os pilotos da Mercedes vão disputar entre si  sozinhos o título."O campeonato está nas mãos deles, mas isso não é muito diferente de outros desportos. No Campeonato Espanhol, por exemplo, se  está em sexto, sabe que o Real, o Barcelona ou  o Atlético podem vir a ser campeões, mas ainda jogam. É o seu trabalho", comentou o piloto asturiano.

O final de semana do GP de Espanha foi amplamente dominado pela Mercedes. A equipe inglesa liderou nos treinos livres e o qualificativo além da corrida em si. Lewis Hamilton foi o vencedor, seguido pelo seu companheiro de equipa, Nico Rosberg. O pódio foi completado por Daniel Ricciardo, da Red Bull.No Mundial de Construtores, a Mercedes, lidera com 197 pontos, já contabiliza mais do que o dobro da pontuação da Red Bull, a  segunda colocada com 84. A Ferrari de Alonso soma 66 na terceira posição. No Mundial de Pilotos, Alonso está  em terceiro lugar com 49 pontos, tem menos de metade dos pontos do líder Lewis Hamilton, que, com 100 pontos , possui apenas três pontos  de vantagem para Nico Rosberg.