Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alonso sentiu direco pesada

25 de Março, 2015

Piloto da McLaren-Honda realiza os ltimos exames mdicos na prxima sexta-feira antes dos treinos livres

Fotografia: AFP

A McLaren-Honda revelou na última segunda-feira, que Fernando Alonso sentiu a direcção do carro pesada, pouco antes de ter sofrido o acidente no Circuito da Catalunha, nos testes de pré-época, a 22 de Fevereiro, que o impediu de participar no Grande Prémio de abertura de 2015, na Austrália.

“Fernando Alonso recorda uma espécie de direcção pesada, antes do acidente. Por conseguinte, a equipa colocou um sensor adicional no carro para aumentar a captação de dados”, adiantou a equipa de Woking em comunicado.” “Fernando esteve com os engenheiros, falou do acidente e analisaram os dados partilhados com a FIA”, revelou ainda a equipa. A McLaren-Honda adiantou que não tinha “nada evidente nos abundantes dados da telemetria do carro, nem nada de anormal nas subsequentes reconstruções nem nos dados de teste”.

A McLaren-Honda confirmou também o regresso de Fernando Alonso à competição, no Grande Prémio da Malásia: “Agrada-nos poder anunciar, que sujeito à definitiva avaliação médica da FIA, que Fernando Alonso regressa ao habitáculo do seu MP4-30, na sexta-feira no circuito de Sepang, para o Grande Prémio da Malásia”.

O piloto foi submetido, no domingo, a provas médicas na Universidade de Cambridge (Inglaterra), mas ainda assim, na sexta-feira, vai ter um derradeiro teste, sob a supervisão do delegado médico da FIA, o francês Jean-Charles Piette. O outro vai ser um exame de evacuação do habitáculo do seu monolugar: equipado para competir, em cinco segundos deve desapertar o cinto de segurança e retirar o volante, sendo que em dez vai ter de abandonar o carro e devolver o volante à sua posição.

O comunicado da McLaren termina com a garantia de que o piloto “deseja regressar ao carro e dar uma contribuição substancial aos esforços colectivos com a Honda para acelerar o necessário progresso do rendimento em pista”.