Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

AMUD aposta na valorizao e resgate de jogos tradicionais

30 de Julho, 2018

Presidente da Associao Mulher e Desporto quer expandir a sua organizo em toda a extenso do pas

Fotografia: Gaudncio Hamelay | Edies Novembro

A promoção do resgate e valorização dos jogos tradicionais, junto das comunidades das 18 provinciais do país, constituem uma das apostas da Associação Mulher e o Desporto (AMUD).
 A confirmação da implementação dos jogos tradicionais nas 18 provinciais do país, junto das comunidades, com destaque para a vela, letím, dama, 35, macaca, garrafinha, bandeirinha, malha, jogo do ringue, entre outras, é da presidente da AMUD, Odete Tavares.
 A presidente da Associação Mulher e o Desporto (AMUD), Odete Tavares, trabalhou durante três dias (22 a 24 do corrente mês) na Huíla, no âmbito do programa de visitas de constatação às delegações provinciais, de modo a dotá-las de melhores instrumentos de trabalho, para o cabal cumprimento das tarefas constantes do plano de acção da organização de apoio à mulher e ao desporto.
 Odete Tavares explicou, que agora também estão a trabalhar junto da comunidade, para promover o resgate dos jogos tradicionais.
Disse ser bem sabido, que nos bairros, sobretudo na periferia, não existem um campo ou quadra de jogos em condições, onde as meninas pratiquem desporto. “Mas nós temos aí um sítio aberto de terra batida, que conseguimos pôr a cal para fazer uma quadra limpa, para realizar o jogo da garrafinha, jogo do ringue, jogo do letim, macaca, dama, entre outros. Então, também enveredamos para essas actividades, que depois de realizarmos as actividades, fizemos umas palestras”, disse.
Aclarou, que a AMUD não efectua campeonatos ou jogos. Porém, avançou que aquela organização de apoio à mulher e ao desporto, simplesmente faz a advocacia, apoia os clubes, as equipas e os núcleos das comunidades.
 Sustentou, que a Associação inseriu no seu programa de acção, a realização de palestras como forma de educar as meninas e prevenir os males que enfermam a sociedade, sobretudo, a violência doméstica, gravidez precoce, cancro da mama, dos benefício da prática desportiva e do excesso abusivo de consumo do álcool,  que hoje muita juventude envereda.
“Muita gente diz, hoje, que a juventude envereda para o alcoolismo, a AMUD tem a missão de ajudar a juventude, porque precisa de ser instruída e ajudada. Então, isso é uma das nossas missões, porque a mulher é mãe, é esposa e companheira. Então, o papel da mulher dentro da sociedade é de grande responsabilidade”, destacou.
 Odete Tavares esclareceu, que a Associação Mulher e o Desporto, é uma organização de carácter social que congrega no seu seio, maioritariamente, o género feminino praticante e as ex-praticantes e mulheres de outros extractos da sociedade, que se revêem na causa mulher e o desporto.
 Indicou, que o seu objectivo é trabalhar para o fomento e desenvolvimento do desporto. “Todavia, reiteramos o nosso compromisso de advogar, sensibilizar os pais, encarregados de educação e às famílias em geral, para a inserção das meninas na prática desportiva”, realçou.
 Odete Tavares destacou, que os benefícios do desporto não se reflectem, apenas, em troféus e medalhas, estão associados a outros benefícios, como o bem-estar psicofísico e social.
 De acordo com a dirigente, o desporto promove, igualmente, o conhecimento de outras culturas e de forma significativa, no processo de mudança de um indivíduo e de um comportamento digno, dentro de uma sociedade.

Revelação
Odete Tavares reconhece o contributo

A presidente da Associação Mulher e o Desporto (AMUD), Odete Tavares, reconheceu no Lubango, que a província da Huíla está a dar grande contributo no desporto, de forma notável na modalidade de atletismo.
Indicou, que a antiga fundista Ana Isabel, é uma das mulheres da província da Huíla que deu grande contributo e promoveu o desporto angolano, na participação  em vários eventos nacionais e internacionais.
 Ressaltou que recentemente, a atleta Julmira Ndjepele, da província da Huíla, arrebatou três medalhas, uma de prata e duas de ouro, na especialidade de tambling e ginástica artística, no Campeonato Africano de Ginástica, que decorreu no Cairo, Egipto.
Por essa razão, Odete Tavares apelou aos fazedores de desportos da província da Huíla, a trabalharem para o desenvolvimento do desporto nesta parcela do território nacional, que também é de desportistas.
 A responsável da AMUD destacou a importância da prática da actividade desportiva no seio das meninas estudantes e da sociedade. Frisou, que o desporto tem um impacto positivo na vida das meninas, rapazes e de toda a sociedade.
 Justificou que o desporto, ocupa os tempos livres da juventude e contribui para a diminuição do índice de violência.  “Aproveito para apelar aos estudantes das instituições do ensino público e privado da Huíla, que o desporto tem um impacto positivo na vida das meninas, rapazes e de toda a sociedade. Digo isso, porque a criança e a juventude que pratica desporto, tem o tempo ocupado”, destacou.
 Odete Tavares contou, que o desporto contribuiu muito para a sua vida pessoal,  fundamentou que graças à pratica desportiva, conseguiu fazer com que “eu seja a mulher que sou hoje, daí dou graças à Deus, por estar pela primeira vez nesta província”.           
G.H.

Expansão
Associação está em doze províncias


A Associação Mulher e o Desporto (AMUD) está actualmente  em expandida, em 12 províncias, garantiu no Lubango a presidente da instituição, Odete Tavares.
  “Nós, neste momento, estamos expandidos em 12 províncias, falta o Cuando Cubango, Cuanza - Sul, Cunene, Lunda - Norte, Lunda - Sul e Cabinda”, disse.
A presidente da AMUD manifestou-se regozijada, com a recepção que recebe da parte das autoridades locais por onde já passou, no âmbito das visitas de constatação que efectuou.
“Graças à Deus, começamos, agora, no Namíbe e tivemos uma recepção muito boa. O senhor governador do Namíbe apoiou-nos bastante. Aqui, nesta província da Huíla, estamos a dar sequência e os governos também estão solidários com a causa da Associação Mulher e o Desporto”, exteriorizou.
Odete Tavares esclareceu, que está a fazer um périplo pelas províncias , porque no programa de acção consta a realização de visitas de constatação à todas as províncias e também um encontro com os governos locais.
Disse, que em algumas províncias, existem novos governadores, daí servir o encontro para a apresentação das delegadas provinciais aos responsáveis do governo, a fim de ser conhecidas. “Também as províncias onde não temos delegadas, nós programamos dar posse às nossas representantes”, frisou.
 Na sua deslocação à província da Huíla, a delegação da AMUD, chefiada pela sua presidente Odete Tavares, foi recebida pela vice-governadora para sector Político, Social e Económico, Maria João Chipalavela. De acordo com o programa realizou-se igualmente uma palestra, que contou com a participação dos estudantes do Instituto Médio de Economia do Lubango (IMEL), em que se falou do cancro da mama.          
G.H.

Empossamento
Maria Celestino lidera órgão na Huíla

A expanção  da Associação Mulher e o Desporto (AMUD) à todas as comunidades, sobretudo nos bairros, comunas e municípios da província, constitui prioridade das acções da delegada provincial da Huíla, Maria Manuela Celestino, apresentada na segunda-feira, para um mandato de quatro anos à frente dos destinos da instituição de apoio à mulher e o desporto.
Maria Manuela Celestino, delegada da Associação Mulher e o Desporto na Huíla, apontou que uma das missões da instituição que dirige, vai ser a promoção do resgate dos jogos tradicionais. Por isso, vai implementar nas escolas os jogos tradicionais, como a garrafinha, ringue, entre outros.
 Afirmou, que muitas mulheres na comunidade, não têm acesso à prática do desporto de alto rendimento. “Então, nós queremos resgatar essas meninas, a começar pelos jogos tradicionais e daí, surgir a intenção de levá-las para os jogos de alto rendimento. Também queremos levar a AMUD à todas as comunidades, mormente, nos bairros, comunas e municípios da província”, sustentou.
 Maria Manuela Celestino pediu o apoio de toda a jovem mulher e homens em tudo, para levar avante a causa da instituição na província.
 “A nossa Associação tem apenas um homem , apesar de ser Associação da mulher e o desporto, nós não vamos trabalhar só com mulheres, mas também com homens. Por isso, pedimos a colaboração de toda a sociedade para ajudar e participar.
 Informou, que a Associação Angolana à Mulher e o Desporto (AMUD), é uma instituição desportiva sem fins lucrativos, que tem por objectivo fundamental, a promoção da mulher no desporto e em outras instituições sociais.
 Garantiu, que na província da Huíla, vão trabalhar com todas as mulheres de todos os extractos sociais e idades, para o bem e desenvolvimento do desporto.
 A Associação Angolana à Mulher e o Desporto, na província da Huíla, é constituída por Maria Manuela Celestino (delegada), Agnes Alfredo (delegada - adjunta), Agostinho Cipriano (secretário) e Ângela Perpétua (tesoureira). A apresentação em público destes membros, aconteceu na segunda-feira, na sala de reuniões do Instituto Médio de Economia do Lubango (IMEL) e estiveram presentes, dirigentes de Associações desportivas locais e estudantes.
GH, no Lubango