Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola acolhe Africano de Corta Mato

Álvaro Alexandre - 04 de Maio, 2013

Conferência de imprensa para apresentação do campeonato teve lugar ontem no Estado Maior General das FAA

Fotografia: Jornal dos Desportos



Angola vai organizar no dia 11 de Novembro, no campo de Golfe, situado no Morro dos Veados, em Luanda, o primeiro Campeonato Militar Africano de Cross-Country (Corta mato).
A prova foi baptizada “Taça Presidente José Eduardo dos Santos” e é reservada aos militares do continente que se encontram no activo.
O africano foi apresentado oficialmente ontem, em conferência de imprensa realizada no anfiteatro do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas.
O encontro com os jornalistas foi presidido pelo coordenador do 1º Campeonato Militar Africano, Tenente General Hugo Leitão, que ocupa ainda o cargo de Director Nacional dos Recursos Humanos do Ministério da Defesa Nacional.
Hugo Leitão afirmou que a prova foi baptizada com o nome do Chefe de Estado Angolano pelo seu empenho ao bem estar da juventude e pelo engrandecimento do desporto nacional.
“O Conselho Internacional do Desporto Militar (CISM) deu a possibilidade, a todos os membros, de atribuir aos diferentes Campeonatos Africanos, por modalidades, nomes dos presidentes que nutrem um certo carinho pelo desporto.  À Angola foi atribuída a responsabilidade de albergar a primeira competição do atletismo.   Em função desta responsabilidade, decidimos denominar o Africano Troféu Presidente José Eduardo”, disse.
Na sua intervenção, o Tenente General Hugo Leitão disse que o governo angolano está empenhado em produzir uma organização com sucesso.
“Em termos financeiros, o Estado angolano já aprovou a verba. O recinto do Clube de Golfe de Luanda, no Morro dos Veados vai beneficiar  de obras de adequação a especificidade do campeonato. As delegações estrangeiras serão alojadas no Futungo II”,  afirmou.
A direcção do evento assegurou que endereçou convites a todos os países membros da Organização do Desporto Militar em África (OSMA), no sentido de aderirem, em massa, à primeira edição do Africano de Atletismo para atletas militares.

“Não temos noção concreta de quantos atletas farão parte da competição. Os primeiros dados preliminares obteremos na Assembleia-geral e Congresso do CISM, marcado para Maio, na cidade de Djacarta, Indonésia. No terreno abordaremos os nossos confrades, no sentido de obtermos dados sobre o número de participantes”,  explicou.
Segundo o programa, as delegações são aguardadas a partir do dia 8 de Novembro.  Cada delegação poderá ser representada por 22 membros.

A prova de longa distância  poderá ser de 11 a 12 km,  e a curta de 4 a 5 km. A competição feminina poderá ter 5 a 6 km.
O coordenador do I Campeonato Africano Militar disse que os representantes nacionais serão convocados no final da conclusão dos VII Jogos Desportivos Militares, marcados para Agosto e Setembro do corrente ano.


Bolt ganha 24 mil por segundos

Depois de ganhar três títulos olímpicos em Londres, no verão passado, Usain Bolt voltará a correr na capital inglesa, precisamente na mesma pista, em Julho.
 Desta vez, o jamaicano não partirá dos blocos motivado pelas medalhas ou vitórias, mas sim pelo fantástico cachet que negociou com os organizadores do torneio: 240 mil euros. O que, em termos gerais, significa que ganhará 24 mil euros por segundo.
Um bom contributo para o orçamento anual de um atleta que no ano passado ganhou 17 milhões e meio de euros. Verba em que os contratos publicitários tiveram uma parte de leão. Recorde-se que as suas vitórias, nesse ano, só lhe renderam cerca de 380 mil euros.

CUBANO BORGES
O cubano Lázaro Borges, vice-campeão mundial de salto com vara, confirmou a presença no Grande Prémio Brasil Caixa/Governo do Pará de Atletismo-2013, marcado para o dia 12 de Maio, na cidade de Belém.
O renomado atleta também assegurou a participação no Brazilian Athletics Tour, que inclui uma sequência de competições, o GP Caixa/Sesi, em Uberlândia, no dia 16 de Maio, e do GP Caixa/São Paulo, no dia 19, no Ibirapuera.

A passagem pelo Brasil já deu sorte ao atleta de Cuba, que conseguiu o seu recorde pessoal de 5,90 m, em 2011, quando esteve no Brasil. Na ocasião, Borges venceu os GPs de Belém e de São Paulo, antes de confirmar o seu potencial no Mundial de Daegu, na Coreia do Sul. O cubano também tem como título importante o medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara.

Além de Lázaro Borges, a organização da prova também informou a participação do sul-coreano Yoo Suk Kim, do canadense Jason Wurster e do português Edi Maia. Os brasileiros convidados para a competição são Augusto de Oliveira, que quebrou este ano o recorde sul-americano indoor, com 5,71 m, e Fábio Gomes da Silva, 23º colocado no Ranking da IAAF em 2012, com 5,70 m. Os dois já estão classificados para o Mundial de Moscou, na Rússia.
“Estou ansioso por voltar a competir nos GPs e, assim, preparar-me para o Mundial”, comentou Augusto de Oliveira.