Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola ausente no africano de cadetes

Gaudncio Hamelay no Lubango - 11 de Abril, 2019

Fotografia: JOS COLA

A falta de passaporte, afastou os dois mesatenistas huilanos da Selecção Nacional de ténis de mesa, nos escalões de cadetes em masculino e feminino, que decorre até ao dia 13 do corrente, no Ghana, com a participação de Angola apenas nas categorias de Sub-20 e 23 anos.
 Angola não se faz presente neste Campeonato Africano de ténis de mesa unificado, com os escalões de cadetes, porque os mesatenistas da Huíla é que tinham requisitos e níveis técnicos aceitáveis para representar o país, justificou Juka Fernandes, presidente de direcção da Associação Provincial dos Desportos Individuais da Huíla.
Os atletas João Brandão, 13 anos de idade, do Sporting Clube do Lubango, e Andreisa Ramos, 14 anos, do Sport Lubango e Benfica haviam sido convocados pela Comissão Técnica da Federação Angolana de Ténis de Mesa, para fazerem parte da selecção dos escalões de cadete, fruto das boas performances apresentadas no último nacional da modalidade disputado em Luanda.
Juka Fernandes disse, que os dois atletas seleccionados no último campeonato, classificaram-se em segundo lugar nos respectivos escalões, mas devido as dificuldades financeiras apresentada pelas direcções dos clubes, para tratar os passaportes, tendo em conta o preço praticado actualmente pela direcção do Serviço de Migração e Estrangeiros, viram-se impossibilitados  de representar o país no Campeonato Africano Unificado, que decorre no Ghana.
Nesta ordem de ideia, referiu Juka Fernandes, a Associação Provincial dos Desportos Individuais da Huíla (APDIH), manifesta-se entristecida, porque gostaria ter os dois atletas a evoluir na Selecção Nacional.