Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola começa hoje Regata Cape2Rio2017

01 de Janeiro, 2017

Os velejadores estarão engajados a partir de hoje numa das conceituadas regatas do mundo

Fotografia: Eduardo Pedro

A embarcação Mussulo 40 representa Angola na Regata Cape2Rio2017, uma das maiores provas da modalidade de vela, que aranca hoje, no dia 1 de Janeiro, na Cidade do Cabo (África do Sul) e cruza o Oceano Atlântico para aportar no Rio de Janeiro.

O “Mussulo 40” atravessará o Oceano Atlântico, num percurso de cerda de 3.500 milhas, que se prevê fazer entre 18 a 20 dias em alto mar.
Registado no Clube Naval de Luanda, o barco de 40 pés, equipado com tecnologia de ponta, vai competir na categoria de Double Hand, tripulação de duas pessoas, constituída pelo angolano José Guilherme Caldas e o brasileiro Leonardo Chicourel.

Um facto interessante sobre Mussulo 40 é que o seu capitão é um médico de tempo integral, respeitado internacionalmente. O José Guilherme Caldas é um neurorradiologista intervencionista, um ávido marinheiro e velejador experiente que já navegou sete vezes no Atlântico, incluindo uma viagem à solo.

Mussulo 40 é um de dois barcos patrocinados por uma empresa de telecomunicações, Angola Cables, que também apoia dois velejadores do Clube Náutico de Luanda, que recentemente participaram do Campeonato Africano de Vela em Luanda.

A relação entre a Angola Cables e a vela começou por acaso, quando um grupo de velejadores angolanos pediu apoio para participar na regata Cape2Rio de 2014.

A Angola Cables é uma empresa de telecomunicações, fundada em 2009, dedicando-se à comercialização de capacidade em circuitos internacionais de voz e dados por cabos submarinos de fibra ótica.

O mais recente projeto da empresa é a construção de um cabo que irá ligar Angola e Brasil até 2018, o SACS – South Atlantic Cables System, e o Monet, sistema de cabos que ligará que ligará o Brasil aos Estados Unidos.