Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola conquista mais ouro

Roza Panzo - 08 de Maio, 2015

Pedro Pinotes (à esquerda) e Daniel Francisco (segundo à esquerda) conquistaram medalhas de ouro no zonal IV que se disputa na piscina olímpica de Luanda até amanhã

Fotografia: Paulo Mulaza

O pódio da 13ª edição do campeonato africano da zona IV, que se realiza até amanhã, na piscina olímpica do Alvalade, continua pintada com as cores da selecção nacional. No segundo dia da competição, os angolanos voltaram a coleccionar medalhas e melhoraram as marcas pessoais. O bom arranque na prova mantém a esperança de superar a edição de Kampala, realizada no ano passado.

Pedro Pinotes, a maior referência de Angola, e Daniel Francisco conquistaram medalhas de ouro nas provas de 200m bruços e 50m costa. O atleta de Sporting de Portugal cronometrou 2min25s56, melhorando a marca pessoal que era de 2min33s16, e conquistou o primeiro lugar, a mesma posição atribuída ao atleta do 1º de Agosto, que cronometrou 30s45s, melhorando o seu anterior tempo que era de 31s16.Na companhia de Daniel Francisco no pódio, estava Salvador Gordo. O angolano obteve a medalha de prata na distância de 50m costa com o tempo de 33s85.

Cláudio Esteves, Salvador Gordo e Daniel Costa conquistaram também as medalhas de bronze. Em feminino, Maria Henriques obteve a medalha de prata na prova de 200 m bruços. No primeiro dia da competição, a África do Sul dominou a prova com o somatório de 22 medalhas, das quais sete de ouro, quatro de prata e 11 de bronze, liderando a classificação. Em segundo lugar, aparece Angola com um total de 15 medalhas, sendo quatro de ouro, seis de prata e cinco de bronze.

Na terceira posição, surge Moçambique com 11 medalhas, dos quais quatro de ouro, cinco de prata e duas de bronze. Na quarta posição, a Zâmbia aparece com nove medalhas, sendo quatro de ouro, três de prata e duas de bronze. A Mauritânia, com sete medalhas no total, dos quais uma de ouro, quatro de prata e duas de bronze, ocupa a quinta posição. Na sexta posição está o Quénia com três medalhas duas de ouro e uma de bronze, enquanto na sétima está o Botswana com três medalhas.

DANIEL QUER
MAIS MEDALHAS

O nadador angolano Daniel Francisco ambiciona a conquista do maior número de medalhas na disputa da 13ª edição do Zonal IV, que o país acolhe pela primeira vez. O detentor de uma das medalhas de ouro conquistadas ontem, na terceira jornada do campeonato, disse que "os angolanos são capazes de mostrar a África que também tem lugar nos lugares cimeiros da classificação geral", apesar de competir com adversários fortes.
O nadador angolano realçou que "cada prova é uma prova e as surpresas podem surgir". Contudo, a equipa nacional está "bem preparada para enfrentar cada prova até o final do zonal".

Para Ana Nóbrega, detentora da medalha de prata dos 50 metros costa, o facto de estar a nadar em casa diante do público, "não só torna fortes os atletas como também capazes de fazer melhor do que tem sido feito no exterior". João Aguiar diz que a cada ano que passa a competição africana se torna mais competitiva."Não estive no campeonato passado, mas o nível competitivo está a tornar-se mais forte e estamos a dar o nosso melhor para somar o maior número de medalhas possíveis", disse.