Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola defronta hoje Tunísia

Álvaro Alexandre, em Nabeul - 02 de Abril, 2013

Campeonato Africano de Ténis de Mesa.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Selecção Nacional masculina de cadetes defronta hoje, às 16h00, no ginásio Couverte de Nabeul, na Tunísia, a selecção do Egipto, na partida de cartaz da terceira jornada do torneio por equipas  do XVI Campeonato Africano de Ténis de Mesa.

As duas formações comandam o grupo II com dois pontos e buscam o passe para as meias-finais. A partida é de desfecho imprevisível. O nível competitivo evidenciado nas jornadas anteriores faz vaticinar um empate.

Na outra mesa vão estar frente-a-frente as selecções da Argélia e da África do Sul. As duas formações perderam na ronda inaugural.

Os angolanos venceram na primeira jornada os argelinos por 3-0. A primeira vitória de Angola no “Africano” de Nabeul foi carimbada pela dupla Aléssio Peter/Paixão da Silva. Os angolanos jogaram com se estivessem a treinar. O técnico chinês Ming Qiang Wang, que orienta a equipa masculina, teve uma estreia completamente relaxada.

O Egipto derrotou a África do Sul por 3-0.
Na classificação geral, Angola lidera com dois pontos, seguido do Egipto (2), Argélia (1) e África do Sul (1).
No grupo I, Tunísia e Congo Brazzaville lideram com 2 pontos, seguido de Madagáscar e Nigéria com 1 ponto cada.
Os anfitriões derrotaram o Madagáscar por 3-0 e o Congo Brazzaville triunfou diante da Nigéria por 3-2.


SELECÇÃO  DE JUNIORES

Em juniores, a selecção nacional masculina perdeu com  a Tunísia por 3-1. A dupla Edvane Neto e Elizandro André não tiveram forças para contrapor aos tunisinos.
Noutra partida, Egipto venceu Marrocos por 3-0 e assegurou a parelha com a Tunísia na liderança da prova, com 2 pontos cada. Angola e Marrocos estão nos lugares subsequentes com 1 ponto.

EM FEMININO
Angola bate África do Sul

A selecção Nacional de cadetes, em feminino, venceu ontem a África do Sul por 3-0, na estreia do campeonato africano que decorre no ginásio Couverte de Nabeul, na Tunísia. A dupla Ruth Tavares e Isabel Albino bisaram o resultado que aplicaram no campeonato do ano transacto, disputado na Argélia.

Noutra partida, Argélia venceu Marrocos por falta de comparência. Assim, Angola e Argélia lideram o grupo I com dois pontos.

Hoje, a partir das 16h00, Angola defronta Marrocos e África do Sul enfrenta a Argélia. A selecção árabe até ao princípio da noite de ontem não tinha escalado a Tunísia.

No grupo II, Egipto venceu Congo por 3-0 e Tunísia perdeu com a Nigéria por 0-3.
Egípcias e nigerianas lideram o grupo com dois pontos cada.

PROVA DE JUNIORES
Em júnior feminino, Angola perdeu com a Nigéria por 0-3 na estreia da competição. O Egipto ganhou por falta de comparência de Marrocos.
Hoje, às 18h00 locais, para a segunda jornada do grupo I, Angola visita Egipto e Nigéria recebe Marrocos.
ALVARO ALEXANDRE, EM NABEUL

RANKING WTA 
Serena consolida liderança


A americana Serena Williams manteve-se uma semana mais à frente do Ranking da WTA, após ganhar o torneio de Miami, segundo Masters 1000 da temporada. Na final ela enfrentou e superou a russa Maria Sharapova.

Serena, que aos 31 anos acumula um total de 48 títulos individuais e 22 de duplas, lidera o ranking com 11.115 pontos, seguida por Sharapova e pela bielorrussa Victoria Azarenka, que se mantém na terceira posição com 9.325 pontos, apesar de ter perdido 250 pontos por causa da sua ausência em Miami.

A WTA (Associação de Ténis Feminino) vive um dilema com o alto volume dos sons feitos por jogadoras como a russa Maria Sharapova, cujos gritos ao golpear a bola durante as partidas passam pela casa dos 100 decibéis. O presidente da WTA, Stacey Allaster, disse querer silenciar o jogo, analisando que os altos gritos são prejudiciais para a obtenção de patrocinadores. Ele estuda a introdução de um medidor de gemido que poderia servir para punir as jogadoras durante as partidas.

Murray  e Ferrer sobem


O britânico Andy Murray, vencedor do torneio de ténis de Miami, recuperou o segundo lugar no ranking da ATP que já ocupou há quatro anos, e o espanhol David Ferrer, finalista do mesmo torneio, passou à frente do seu compatriota Rafael Nadal, ficando na quarta colocação.

O sérvio Novak Djokovic, eliminado nas oitavas de final em Miami, continua à frente da lista com 3.620 pontos de vantagem sobre Murray. O suíço Roger Federer agora é o terceiro colocado, com 8.670 pontos.

A outra mudança no top 10 afecta a nona e a décima colocação. O francês Richard Gasquet, semifinalista em Miami, passou à frente do sérvio Janko Tipsarevic.