Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola e Brasil selam acordo no desportos adaptado

24 de Abril, 2013

Leonel da Rocha Pinto e o seu homólogo do Brasil subscreveram o acordo

Fotografia: Jornal dos Desportos


O Comité Paralímpico Angolano (CPA) e o congénere do Brasil assinaram ontem, em São Paulo, um protocolo de cooperação, cujo principal domínio é a formação de técnicos, fisioterapeutas e realização de estágios das selecções nacionais no país sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

O acordo prevê ainda cooperação no âmbito tecnológico, a participação de selecções nacionais das diversas modalidades em competições no Brasil, bem como a vinda a Angola de profissionais para ministrar acções de formação nos diversos domínios de treino.

Para o efeito, estão em São Paulo o presidente do CPA, Leonel da Rocha Pinto, e o secretário-geral, António da Luz, numa comitiva que integra ainda a selecção nacional de deficientes visuais e amputados, que disputa amanhã um “open” internacional de atletismo em diversas especialidades.
A Angop apurou que a participação de Angola nesta competição internacional é uma antecipação ao protocolo que foi assinado ontem, entre Leonel Pinto (Angola) e Andrew Persons (Brasil).

Depois de Portugal, país que apadrinhou Angola a nível do desporto adaptado, o CPA aposta agora numa relação com o Brasil, dada a sua afirmação no mundo pela organização e resultados desportivos em competições mundiais e jogos paralímpicos, a última das quais em Londres 2012. Na capital britânica, os brasileiros conquistaram no total 43 medalhas, sendo 21 de ouro, 14 de prata e 8 de bronze, enquanto Angola, com uma delegação bem mais reduzida, ficou pelas medalhas de ouro e bronze de José Armando Sayovo.