Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola fecha com vitórias

Álvaro Alexandre - 15 de Setembro, 2016

Equipa capitaneada por Esperança Caxita terminou com vitória sobre as namibianas

Fotografia: Domingos Cadência1

O adeus das selecções nacionais à cidade de Baku, ficou marcado com vitórias na última jornada da 42ª edição das Olimpíadas Mundiais de Xadrez, que decorreu na capital de Azerbaijão. A equipa masculina superou ontem o Paquistão por 3-1, e a feminina cilindrou as "vizinhas" da Namíbia, por 3,5-0,5.A dupla vitória emocionou a delegação angolana, depois de várias peripécias. A estabilidade nos dois grupos ganhou corpo na fase final, e as derrotas já faziam parte do passado. Ao cair do pano, "a leitura inteligente" abriu-se aos angolanos.

Ontem, a equipa capitaneada por Adérito Pedro registou duas vitórias e dois empates. Os triunfos tiveram a chancela do Mestre Internacional (MI) David Silva sobre o Dr. Murtaza Ali e do Mestre Fide (MF) Cristiano Aguiar sobre MF Ali Syed Ahmad. Os empates dos angolanos têm as mãos do MI Adérito Pedro com MI Mahmood Lodhi e do MI Erikson Soares com Hussain Wahid.

Entre os gigantes, a luta pela conquista do título proporcionou bons jogos. A Índia empatou com a Noruega (2-2), Peru empatou com a Inglaterra (2-2) e a Grécia empatou com a Hungria (2-2). Os Estados Unidos da América venceu à competição com uma vitória sobre o Canadá por 2,5-1,5. A Ucrânia derrotou a Eslovénia por 3,5-1,5, a Rússia ganhou a Itália por 3-1, a Turquia venceu a Geórgia por 2,5-1,5, a França derrotou a República Checa por 3-1, a Polónia ganhou a Espanha por 3-1 e Turquemenistão venceu ao Azerbaijão por 1-3.
Na tabela de classificação, os Estados Unidos da América terminou em primeiro lugar com 20 pontos, seguido da Ucrânia (20), Rússia (18), Índia (16), Noruega (16), Turquia (16), Polónia (16), França (16), Inglaterra (16) e Peru (16). A selecção nacional ocupou a 75ª posição com 12 pontos. Entre os africanos, o Egipto foi a melhor equipa nas Olimpíadas Mundiais de Baku'2016. A equipa faraónica terminou na 62ª posição com 12 pontos. A Zâmbia ocupou a 64ª (12), Sudão, 71ª (12) e Nigéria, 73ª (12).
 
FEMININO
Revestida de espírito de Nginga Mbandi, a selecção nacional feminina fechou ontem as Olimpíadas Mundiais de Xadrez com uma vitória sobre as "vizinhas" namibianas por 3,5-0,5. O empate da MI Esperança Caxita com Lishen Mentile frustrou o pleno da equipa angolana.A MI Maria Domingos, Delfina João e Domingas Tavares derrotaram Rauha Shipindo, CM Jolly Nepando e Magdalena Valombola.

Noutras partidas, a China suou para erguer o troféu de campeã mundial. A equipa asiática venceu com apertos, a toda poderosa Rússia por 2,5-1,5. A Ucrânia ganhou a Bulgária por 3-1, Azerbaijão I derrotou a Malásia por 3-1, Vietname venceu a Holanda por 2,5-1,5, Israel cilindrou a Mongólia por 3-1, Geórgia ganhou a Áustria por 3-1, Irão derrotou sem agravo Azerbaijão II por 3,5-0,5, Sérvia venceu a Argentina por 2,5-1,5, Hungria perdeu diante da Polónia por 0,5-3,5 e Estados Unidos da América empatou com a Índia (2-2).

Na tabela de classificação geral, a China terminou em primeiro lugar com 20 pontos. Nas posições imediatas ficaram a Polónia (17), Ucrânia (17), Rússia (16), Índia (16), Estados Unidos da América (16), Vietname (16), Azerbaijão I (16), Israel (16) e Geórgia (15).
Angola quedou-se na 107ª posição com oito pontos. O Egipto foi a melhor selecção feminina. A equipa faraónica quedou-se na 54ª posição com 12 pontos. Argélia ocupou a 62ª (11), África do Sul, 72ª (11), Zâmbia, 74ª (11), Botswana, 87ª (10), Tunísia, 88ª (10), Zimbabwe, 104ª (9) e Marrocos, 105ª (9).