Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola no topo em África

Rosa Panzo - 01 de Janeiro, 2017

Jovens angolanos inscreveram o nome do país na lista restrita de vencedores

Fotografia: Jornal dos Desportos

A consagração do título de campeão africano de vela na classe Optimist foi a "cereja em cima do bolo" nos desportos náuticos em 2016. Pela primeira vez, Angola inscreveu-se na restrita lista de campeões continentais. A performance de Osvaldo da Gama na categoria individual e na de por equipa está marcada de forma indelével nos anais da história da vela angolana. O atleta do Clube Naval de Luanda conquistou a medalha de ouro na categoria individual e foi o responsável pelo ouro por equipa.

Para coroar a consagração de Angola, Lourenço Simão ficou com a medalha de bronze, depois da intromissão de um sul-africano no segundo lugar. Na mesma competição, Aline Lourenço levou a bandeira de Angola ao mastro feminino da medalha de bronze.

A classe Laser 420 também pintou de alegria a Federação Angolana de Desportos Náuticos. No início do mês corrente, em Maputo, Moçambique, carimbou o pódio do Campeonato Africano com uma medalha de ouro e uma de prata. A primeira colheita coube a dupla Jeremias de Sousa/José Manásseis e a segunda a Paulo Sena/Francisco Kilombo.

Outra nota positiva é a estreia das classes Laser 470 e Laser Standard nos Jogos Olímpicos do Rio'2016. Os angolanos conseguiram a qualificação na primeira edição do Campeonato Africano disputado em Cape Town, na África do Sul. A dupla Matias Montinho/Paixão Afonso e o individual Manuel Lelo representaram o país.

De estreia não é tudo. Felipe André e Domingas Huambo participaram pela primeira vez no Campeonato Mundial da Juventude, disputado na Malásia, com a classe Laser Radial. Em Junho, Osvaldo da Gama participou do Campeonato Mundial realizado em Portugal. O angolano mereceu a distinção de melhor velejador africano na frota de prata.